Turismo

Deputado propõe plebiscito para reativação do Aeroporto Augusto Severo

 

O deputado estadual Michael Diniz (Solidariedade) propôs projeto de decreto legislativo para que o eleitorado do Rio Grande do Norte delibere sobre a restituição da operação aeroportuária e aérea do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante para o antigo Aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim.

Caso seja aprovado na Assembleia Legislativa, o Tribunal Regional Eleitoral (TER) fixará data para realização do plebiscito.

Para representar as correntes de opinião sobre a restituição ou não da operação aeroportuária e aérea para o Aeroporto Augusto Severo poderão ser organizadas, na forma da lei, frentes que defendam tanto o voto “Sim” como o voto “Não”, às quais poderão se vincular entidades representativas da sociedade civil e órgãos ou entidades governamentais, que divulgarão e defenderão seus postulados junto ao eleitorado, propõe Diniz.

Segundo a proposta, deverá o Governo Federal ser notificado para suspender a licitação regulada pela Resolução n.º 212, de 16 de dezembro de 2021 do Conselho do Programa de Parceria de Investimentos do Ministério da Economia, que prevê a contratação de uma nova empresa para gerir o Aeroporto Aluizio Alves, em São Gonçalo do Amarante.

“A população do Rio Grande do Norte tem o direito de ser ouvida sobre onde deve funcionar o principal aeroporto do Estado, não tendo sido consultada sobre a mudança das atividades aeroportuárias e aéreas do Aeroporto de Parnamirim para o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, encontrando-se em curso a relicitação do aeroporto, é momento de corrigir esse erro histórico”, afirma Diniz.

Diniz está no exercício do mandato em função da licença do deputado Kelps Lima (Solidariedade) para cuidar de sua campanha para deputado federal e disse que “o plebiscito constitui importante mecanismo de exercício da democracia direta, da participação popular, devendo ser exercida para o fim que esse Projeto de Decreto Legislativo se propõe”.

Deu na Tribuna do Norte

Turismo

Grande Natal: Número de praias impróprias cai, mas ainda está acima da média

 

O número de praias impróprias para banho diminuiu na Grande Natal duas semanas após a série histórica registrar a maior quantidade de locais com nível de contaminação elevado, conforme acompanhamento do Programa Água Azul.

De acordo com os dados, em 14 de julho 16 praias eram classificadas como impróprias. O mais recente boletim, de 28 de julho, indica que atualmente são nove. O padrão, de acordo com Ronaldo Diniz, coordenador do Programa, é de que o número gire em torno de três ou quatro por semana.

Os locais afetadas, segundo os últimos dados, são a Foz do Rio Potengi, em Nísia Floresta, o Rio Pium, na região da Ponte Nova, em Parnamirim, a Praia de Ponta Negra, em Natal, no acesso principal, próximo ao Morro do Careca e a Praia de Areia Preta, também na capital, na região da Praça da Jangada.

Na outra ponta do litoral, os locais impróprios estão localizados na Redinha, na zona zona Norte de Natal, em dois pontos (na área próximo à igreja e na região das barracas), em Extremoz – são três pontos (Barra do Rio, na região de Cata-Vento, em Graçandu, nas barracas e na Lagoa de Pitangui). Atualmente, a Lagoa de Pitangui é a que apresenta a situação mais delicada.

De acordo com resolução nº 20/1986, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), um local é considerado impróprio para banho se o último resultado de coleta for superior a 2.500 coliformes fecais por 100mL de água, ou se nos  últimos cinco resultados (isto é, se nas últimas cinco semanas analisadas), duas ou mais avaliações indicarem para concentrações acima de 1.000 coliformes por 100 mL de água.

Todos os nove locais considerados impróprios na última análise entraram para a classificação por apresentar dois ou mais resultados com índice de 1.000 coliformes por 100 mL de água nas última semanas.

A Lagoa de Pitangui foi a única da lista a apresentar número acima desse índice na semana final de análise (que se encerrou no dia 28 de julho). O resultado no local foi de 1.600 coliformes fecais por 100mL de água, o maior índice dos últimos cinco resultados.

Ronaldo Diniz, coordenador do Programa Água Azul, afirma que os números em queda já eram esperados, uma vez que o aumento das contaminações registradas na primeira quinzena de julho ocorreram em razão das fortes chuvas no Estado naquele período.

Para se ter uma ideia, a Praia da Redinha, na região próxima ao Rio Potengi, registrou 16.000 coliformes totais por 100 mL de água na primeira semana de julho.

Atualmente, a área é considerada própria para banho, com índice de 330 coliformes por 100 mL de água. “A tendência é de que, a cada semana, a gente tenha um novo cenário de melhoras, porque o período de chuvas intensas passou.

Desse modo, esperamos, nas próximas avaliações, voltar ao padrão, que são três ou quatro praias impróprias por semana”, avalia Ronaldo Diniz.

Deu na Tribuna do Norte

Turismo

VERGONHA: Mais de 300 buracos “enfeitam” o segundo maior Polo Turístico do RN e Secretário do Turismo desabafa

 

Uma verdadeira vergonha: um descaso total do Governo do Estado com o segundo maior polo turístico do Rio grande do Norte. Essa é a triste realidade das estradas de Tibau do Sul e Pipa, considerada uma das praias mais belas do mundo.

Lavoisyer Emerson Macena, secretário de Turismo de Tibau do Sul, um dos pontos turísticos mais procurados pelos que visitam o Rio Grande do Norte, compartilhou um relatório que encaminhou ao Departamento de Estradas e Rodagens – DER. O relatório mostra a situação caótica que se encontram as estradas que dão acesso a as praias de Tibau do Sul e Pipa.

O relatório aponta que na RN003 existem aproximadamente 350 buracos, além da falta de estrutura na via. Hoje, o titular da pasta ressalta uma preocupação em relação ao Fest Bossa & Jazz, evento que que está previsto para acontecer de 18 a 21 de agosto.

Caso nenhum trabalho de recuperação seja realizado na via nos próximos 15 dias, a participação dos adeptos ao festival, ficará comprometida, de acordo com o secretário.

Junto com o relatório o titular da pasta escreveu o desabafo: “Compartilho com os nobres conselheiros a situação de nossas estradas, infelizmente até o momento nenhuma resposta por parte do DER. Além do transtorno diário e falta de segurança que esta situação provoca para todos que transitam na RN003, gostaria de alertar quê daqui a 17 dias estará acontecendo o Fest Bossa & Jazz, evento que irá trazer Turistas e simpatizantes de nosso estado e Região para prestigiar nossa Praia da Pipa. Infelizmente hoje já ultrapassa fácil mais de 350 buracos e crateras que servirá de obstáculo para quem adentra em nosso município, chegue de forma segura”.

 

 

 

 

Até quando a Governadora Fátima pretende massacrar a indústria do turismo no Rio Grande do Norte?

Não é só incompetência da governadora Fátima e sua equipe, é descaso mesmo com um dos nossos melhores destinos, uma indústria que hoje padece por falta do mínimo de infra estrutura.

Um descaso total, pois as reclamações não são de hoje, e se chegaram nesse triste ponto, foi graças a inoperância do governo Petista, que teima em destruir todo um trabalho feito há anos pelo empresariado e Trade turístico.

Perguntar não ofende : Fátima porque tanta raiva contra o empresariado turístico do RN ?

O que se espera é que a resposta das milhares de pessoas que hoje vivem do turismo no estado pode ser dada em outubro próximo, quem viver verá.

Cultura, Turismo

Procissão de Sant’ana reúne milhares de fiéis em Currais Novos

 

 

Na primeira demonstração de fé após dois anos de restrições impostas pela pandemia, milhares de pessoas percorreram as ruas do centro de Currais Novos em homenagem a Nossa Senhora Sant’Ana, padroeira da cidade. Foi a primeira procissão da pequena Luana, que adormeceu nos braços do pai; e a primeira manifestação religiosa de grande porte depois do reconhecimento da festa como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado do Rio Grande do Norte, conforme a Lei 11.198/2022.

Devota de Sant´Ana, a aposentada Joana Ferreira, 91 anos, estava feliz pela volta da procissão. Nos dois anos anteriores, as celebrações foram feitas sem a participação popular, para evitar a disseminação da covid-19.

A governadora Fátima Bezerra, que sancionou a lei, publicada na edição do dia 12 de julho do Diário Oficial do Estado, acompanhou o trajeto a pé.

Para que a programação religiosa e social da 214ª Festa de Sant’Ana pudesse ocorrer em paz, o Governo do Estado reforçou o aparato de segurança, do trânsito e da defesa civil.

 

Procissão da padroeira de Currais Novos, Nossa Senhora Sant’Ana

 

Além da demonstração de religiosidade, da alegria de rever parentes e amigos que moram longe, a festa fomenta a economia da cidade e estimula a solidariedade. A paróquia montou um ponto de arrecadação de alimentos para doar às famílias carentes. “Pão em Todas as Mesas” foi o tema levado à reflexão pela igreja este ano.

 

História

Na maioria dos municípios nordestinos as manifestações de fé estão vinculadas às dificuldades enfrentadas no passado por donos de terras, relacionadas à saúde da família e às secas. O inverno é fundamental para a sobrevivência da população e da economia do semiárido.

A origem da Igreja Matriz de Currais Novos tem o viés das águas. Registram os historiadores que o Coronel Cipriano Lopes Galvão, preocupado com a falta de chuvas em 1755, prometeu erguer uma capela em louvor à Sant’Ana, caso chovesse o bastante para escapar o gado de sua fazenda. Na mesma noite, a água da chuva desceu pelos rios e riachos, enchendo os poços pelo caminho.

O fazendeiro morreu em 1764, cabendo a um de seus filhos construir a capela, concluída em 1808. O templo foi demolido 80 anos depois para dar lugar à atual Matriz de Nossa Senhora de Sant’Ana, uma das mais belas igrejas do Seridó.

Realizada há mais de dois séculos, desde a inauguração da capela em 1808, a procissão é o ponto alto das homenagens a Sant’Ana em Currais Novos.

Turismo

8ª FEMPTUR começa hoje no Centro de Convenções de Natal

Foto: Canindé Soares

 

Ideias, trocas de experiências, atualizações, debates e homenagens permearam a abertura do 13º Fórum de Turismo do RN, que aconteceu nessa quinta-feira (21), no Centro de Convenções de Natal, com a presença de autoridades, empreendedores, palestrantes e incentivadores do turismo. O evento é um dos maiores de fomento ao turismo potiguar, junto a 8ª Femptur – Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do RN, essa, tem início nesta sexta-feira (22) e segue até sábado (23), das 16h às 22h, com entrada e estacionamento gratuitos.
Compuseram a abertura do Fórum, Antônio Roberto Rocha e Gustavo Porpino (Argus Eventos – organizadora dos dois eventos); a secretária de turismo do RN, Ana Maria Costa; o secretário de turismo de Natal, Fernando Fernandes; o deputado estadual, Hermano Morais, representando a Assembleia Legislativa; o diretor regional do Senac-RN, representando o Sistema Fecomércio RN, Raniery Pimenta; o superintendente do Banco do Nordeste, Thiago Dantas, e o gestor de turismo do Sebrae-RN, Yves Guerra.
“A edição do Fórum deste ano tem um protagonismo feminino. Um fator enriquecedor para a história do nosso evento. E estamos aqui, juntos, plantando sementes para ver germinar o crescimento econômico por meio desse jardim chamado turismo. Esse, que tem total condição de se desenvolver cada vez mais, e é isso que nos move”, comenta Antônio Roberto Rocha ao dar boas-vindas.
A primeira palestra “Estratégias de Gestão Pública e Promoção dos Destinos”, com Dra. Mariana Aldrigui (Fecomércio-SP), contou com Fernando Fernandes como mediador, Thiago Dantas e George Costa como debatedores, trazendo discussões enriquecedoras para a transformação e ampliação do turismo na região. “O RN está de parabéns pela estratégia que utilizou nesses últimos anos de pandemia, reorganizando a promoção de turismo para os estados vizinhos, e dentro do Estado, passando a não depender somente dos turistas do sudeste, por exemplo. E, o Brasil, não pode depender do turismo internacional. Temos que quebrar paradigmas! Há muito a ser feito por esse setor no país”, defende Mariana.
Turismo de Experiência; Turismo e a Nova Economia; Sustentabilidade; Tendências e Regionalização do Turismo também foram discutidas através de nomes importantes como: Jacqueline Gil (Ampliamundo), Analuíza de Andrade Lopes (Sebrae Nacional), Ana Carla Moura (Ministério do Turismo), Alessandra Lontra (Turismóloga e Jornalista – PB), e Isabella Ricci (Turismóloga e Colunista – Estado de Minas).
Troféu Reconhecimento do Turismo Potiguar Sebrae/Femptur
Reconhecer aqueles que fizeram e fazem parte do crescimento do turismo no Rio Grande do Norte é parte da história e do orgulho do Fórum de Turismo do RN, e para destacar o agradecimento, a organização destinou o “Troféu Reconhecimento do Turismo Potiguar” a três importantes figuras/categorias: Roberto Lira (pioneiro de passeio de buggy), Restaurante Camarões (case de sucesso) e João Sabino (in-memoriam), o primeiro a interiorizar a hotelaria no RN.
8ª Femptur – Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do RN
Com cerca de 50 municípios confirmados, a Feira expõe o que há de melhor no Rio Grande do Norte, reunindo e evidenciando cada segmento do turismo regional, desde as belezas naturais à gastronomia. E a Agricultura Familiar ocupa uma área própria na feira, com produtos de várias regiões do Estado, além de cooperativas de produtores locais.
Um dos grandes diferenciais da edição está no Espaço Sustentabilidade. Preocupados em propagar o turismo sustentável e responsável, alinhado às novas tendências, o local conta com uma ilha com vista para a Via Costeira, disponibilizando serviços de gestão de resíduos para empresas e destinos, além de quiz para promover interação; e também experiências de bem-estar, através da prática da meditação e sensibilização no setor de educação ambiental.
Outra novidade é o “Troféu Melhor Stand Femptur 2022” que será entregue às três cidades turísticas que tiverem melhor resultado nos quesitos de decoração, ambientação, atendimento, organização e degustação. E também o ‘Melhor Stand – Categoria Estreante’, seguindo os mesmos critérios.
Gastronomia e Cultura
O evento disponibiliza uma grande área para degustação gastronômica norte-riograndense e palco para apresentações culturais. Os municípios de Goianinha, Tibau, Pureza, Angicos, Senador Georgino Avelino, Lajes, Nísia Floresta, Touros, Serra Caiada, Carnaúba dos Dantas, Sítio Novo, Macau, Ceará-Mirim, Pedro Velho, Passa e Fica, Timbaúba dos Batistas e São Miguel do Gostoso estarão com programações culturais na Femptur, das 16h às 21h. Confira detalhes no Instagram oficial (@femptur).
Capacitação e Interação
Uma área de capacitação para até 50 pessoas está disponível durante o evento. E as novidades ficam por conta do Senac e Sebrae.
Paraíba e Pernambuco marcam presença com caravanas de agentes de viagens durante a Femptur. E, os Estados, representados por 80 profissionais que trabalham com vendas de destinos. Uma oportunidade para conhecer e expandir novos produtos turísticos do RN.
Outro ponto, é a presença de jornalistas de João Pessoa – PB e Recife – PE, e de influenciadores digitais de Porto Alegre – RS, Curitiba – PR, Campinas- SP, Belo Horizonte – MG, Goiânia -GO e Cuiabá-MT, a convite da Emprotur, em parceria com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear).
A 8ª Femptur – Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do RN e o 13º Fórum de Turismo do RN têm apoio do Governo do RN, por meio do Projeto Governo Cidadão; Emprotur; Prefeitura de Natal; Sebrae; Sistema Fecomércio-RN; Banco do Nordeste; Serhs Natal Grand Hotel e ABIH-RN.
Serviço:
8ª FEMPTUR
Quando: 22 e 23 de julho (Sexta e sábado)
Horário:  das 14h às 22h
Entrada e Estacionamento: Gratuitos
O 13º Fórum de Turismo foi sucesso de público no Centro de Convenções Foto: Canindé Soares
Turismo

Gasto médio em viagens para o RN é o quarto maior do Brasil, diz IBGE

 

O gasto médio em viagens que tem o Rio Grande do Norte como destino foi o quarto maior do Brasil em 2021.

É o que aponta a Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua Anual 2020-2021 com resultados sobre o turismo, que foi divulgada nesta sexta-feira (8) pelo IBGE.

De acordo com a pesquisa, o valor médio gasto por turistas em viagens ao estado foi de R$ 1.922 por viajante em 2021.

Na região Nordeste, o estado fica atrás de Pernambuco (R$ 2.265) e Alagoas (R$ 2.123).

O PNAD indica ainda que, entre as pessoas com faixa de renda de até meio salário mínimo, o gasto médio em viagens ao RN foi o segundo menor do país, com R$ 272, à frente apenas do Sergipe (R$ 221).

Já entre aqueles com renda de quatro ou mais salários mínimos, a média de gastos foi de R$ 2.210, o que significa a segunda menor, superando apenas a Paraíba (R$ 1.554).

RN como origem

Quando o Rio Grande do Norte foi a origem da viagem, o gasto médio total foi de R$ 987, o terceiro maior entre os estados do Nordeste, atrás de Sergipe (R$ 1.293) e Piauí (R$ 1.028).

Segundo o IBGE, a totalidade de viagens com origem no RN foi de 184 mil, o que significou apenas 1,5% do total do país em 2021.

No Nordeste, essa proporção superou Alagoas e Sergipe (ambos com 1,1%). A maior na região ficou por conta da Bahia (8,1%).

RN cai para 15º entre destinos nacionais

O Rio Grande do Norte foi, em 2021, o 15º destino de viagens nacionais entre todos os estados do Brasil. Em 2020, o estado potiguar era o 11º no ranking.

Em números absolutos, segundo o IBGE, o total vem caindo desde 2019, quando o estado registrou 398 mil. Depois, em 2020, foram 374 mil viagens. A redução ao longo desses anos também ocorreu nacionalmente, aponta o órgão.

Deu no G1

Segurança pública, Turismo

Secretaria de Turismo e Marinha do Brasil fazem vistoria em embarcações de Parnamirim

 

Uma ação conjunta da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setude) de Parnamirim e da Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos, atendeu as embarcações de pescadores da Colônia Z56, em Pirangi e Cotovelo.

A vistoria foi realizada durante essa semana em cerca de 15 embarcações. O objetivo é a elaboração do registro para assegurar melhores condições e segurança aos pescadores com o documento do barco. Entre as principais vantagens do registro está a facilidade de identificação em alto mar.

O processo de vistoria demonstra atenção e cuidado do executivo municipal, por meio da Setude, com os pescadores de Pirangi, Cotovelo e Pium. Outra iniciativa à vista é um curso de pesca que será ministrado pela Marinha do Brasil de 15 a 30 de agosto para cerca de 34 pescadores parnamirinenses que já estão inscritos na capacitação.

 

Ação conjunta visa dar mais segurança para embarcações nas praias do município Foto: Divulgação
Turismo

Aeroporto de Natal começa a operar sete novos voos a partir deste sábado

 

O Aeroporto de Natal vai começar a operar sete novos voos diretos a partir deste sábado (25) para seis cidades do país.

Os novos voos são para Porto Alegre, Curitiba, Goiânia, Belo Horizonte, Campinas e Cuiabá. Eles terão frequência semanal.

Os voos são operados pelas companhias aéreas Azul e Gol.

De acordo com a Secretaria de Turismo do Estado (Setur) e a Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur), a estimativa é de que em 2022 o estado tenha um um total de 272 mil assentos disponíveis, entre embarques e desembarques, 8% a mais que 2019, último ano antes da pandemia da Covid.

No comparativo com 2021, são 15% a mais, o que representa 24 mil assentos a mais que 2019 e 41 mil extras se comparado com o ano anterior.

Confira, abaixo, as frequências e horários dos novos destinos para Natal dos voos da Gol:

Goiânia – Natal: a partir de 25 de junho

  • GOIÂNIA (GYN) 17h25 – NATAL(NAT) 20h20 Sábado
  • NATAL (NAT) 21h10 -GOIÂNIA (GYN) 00h10 Sábado

 

Belo Horizonte – Natal: a partir de 25 de junho

  • BELO HORIZONTE (CNF) 20h00 – NATAL (NAT) 22h45 – Sábado
  • NATAL (NAT) 06h30 – BELO HORIZONTE (CNF) 09h15 – Domingo

 

Campinas – Natal: a partir de 26 de junho

  • CAMPINAS (VCP) 23h35 – NATAL (NAT) 02h50 – Sábado
  • NATAL (NAT) 23h25 – CAMPINAS (VCP) 02h45 – Sábado

 

Curitiba – Natal: a partir de 25 de junho

  • CURITIBA (CWB)14h50 – NATAL (NAT)18h40 – Sábado
  • NATAL (NAT) 04h45 – CURITIBA (CWB) 08h40 – Domingo

 

Porto Alegre – Natal: a partir de 25 de junho

  • PORTO ALEGRE (POA) 23h00 – NATAL (NAT) 03h25 – Sábado
  • NATAL (NAT)19h25 – PORTO ALEGRE (POA) 23h50 – Sábado

 

Voos da Azul

  • Goiânia – Natal aos sábados – Chegada às 21:45
  • Cuiabá – Natal aos sábados – Chegada às 16h

 

Informações do G1

Turismo

Azul anuncia voo aos sábados de Mossoró para Natal

 

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras vai abrir, a partir do dia 7 de maio, mais um voo na rota entre Mossoró e Natal. O novo voo sairá da cidade do Oeste do RN em direção à capital aos sábados.

Atualmente, a empresa opera a rota com voos na segunda, quarta e sexta-feira.

A justificativa para essa implantação é o crescimento na procura por passagens após o lançamento da programação do Mossoró Cidade Junina 2022 no dia 12 de abril.

Atualmente a companhia também oferta voos diariamente de Mossoró para Recife, na capital pernambucana.

Segundo o coordenador das bases dos aeroportos de Mossoró e Aracati (CE), Daniel Salgado, a expectativa é de esgotar o número de passagens em voos diários para o período junino.

“Estamos com uma expectativa bem alta para o evento. Registramos uma alta em nossas demandas de venda de passagens e estamos nos preparando para receber todos os clientes. Com certeza, nossos voos vão lotar, estamos bem animados. Com mais clientes aqui na cidade, a economia ganha muito com isso, pois fomenta o turismo e temos mais oportunidades de negócios relacionados a isso”, disse.

Deu no G1

Turismo

PF registra aumento na emissão de passaportes

A procura por passaportes acelerou com o relaxamento das medidas de prevenção à covid-19 e a queda do dólar. Em março, a PF (Polícia Federal) emitiu o maior número de passaportes em um mês desde o início da pandemia.

Segundo a PF, 193.922 passaportes foram emitidos no país em março. O número é mais que o dobro do registrado no mesmo mês de 2021 (61.829). E está próximo do nível pré-covid, quando mais de 200.000 documentos costumavam ser emitidos por mês.

 

 

No acumulado do ano, 504.193 passaportes já foram emitidos pela Polícia Federal. O saldo dos 3 primeiros meses de 2022 é 135% maior que o do 1º trimestre de 2021. Além disso, está só 12% abaixo do número de passaportes emitidos no mesmo período de 2020.

 

 

Dados da PF indicam que a procura por passaportes continua acelerando. Segundo a corporação, cerca de 9.500 documentos foram emitidos por dia na 1ª semana de abril. Em março, foram aproximadamente 9.200 por dia.

Para a Polícia Federal, 4 fatores contribuem para o aumento da demanda por passaportes:

  • reabertura de aeroportos;
  • crecente valorização do real;
  • demanda reprimida no período da pandemia;
  • crescimento populacional.

A Polícia Federal disse ainda que trabalha em diversas frentes para dar conta da alta demanda, como a ampliação da rede de equipamentos e de postos de atendimento para a emissão de passaportes.

Neste ano, por exemplo, o serviço começou a ser oferecido em Angra dos Reis (RJ). Em novembro de 2021, um posto de emissão de passaportes também foi inaugurado no Aeroporto do Galeão (RJ).

PRAZOS E TAXAS

Para emitir o passaporte, é preciso acessar o site da Polícia Federal, preencher um formulário, pagar uma taxa de R$ 257,25 e agendar o atendimento no posto da PF para a apresentação de documentos, a coleta de foto e digitais.

Em São Paulo, é preciso aguardar em média 30 dias entre o agendamento na internet e a ida ao posto da PF. No DF, o tempo médio cai para 4 dias, segundo a Polícia Federal. A corporação não informou o tempo de espera nos outros Estados até a publicação desta reportagem. O espaço segue aberto.

A PF disse, por sua vez, que quem precisar do documento com urgência pode ir a um posto de atendimento. Segundo a corporação, esses casos serão analisados e podem ser atendidos no mesmo dia.

Feito o atendimento presencial, o passaporte é entregue depois de 6 dias úteis. Mas, em casos de urgência, é possível encurtar o prazo de entrega para 2 dias úteis mediante o pagamento de uma taxa extra. Além disso, é possível solicitar um passaporte de emergência, que fica pronto no mesmo dia e tem validade, menor de 1 ano.

O passaporte tem validade de 10 anos desde 2015. O documento identifica o viajante em outros países, além de servir de registro para entradas e saídas, vistos e autorizações. Por isso, é necessário em viagens internacionais, que estão sendo retomadas por muitos brasileiros neste momento de relaxamento das medidas preventivas da covid-19 e da queda do dólar.

A taxa de emissão do passaporte de R$ 257,25 também está em vigor desde 2015. Mas, desde março de 2022, a PF passou a aceitar pagamentos por sistema bancário, cartão de crédito ou Pix.

Deu no Poder 360