Esporte, Notícias

Preparador físico da seleção feminina de basquete é demitido após se manifestar contra o aborto

Demissão de Diego Falcão ocorreu por pressão de atletas da equipe feminina que se sentiram incomodadas com postagens.| Foto: reprodução/Instagram diegomfalcao

 

O preparador físico Diego Falcão foi dispensado da Confederação Brasileira de Basquete (CBB) no último sábado (22) após publicações contrárias ao aborto, em meio à discussão do PL Antiaborto. As postagens geraram desconforto entre as atletas da seleção feminina que passaram a pressionar pela saída do profissional.

Falcão disse, pelas redes sociais, que “qualquer país que aceite o aborto não está ensinando o seu povo a amar, mas a usar qualquer violência para conseguir o que deseja”. A demissão foi confirmada por ele no domingo (23) em uma outra postagem e republicação de mensagens de apoio a ele.

“Quero agradecer de coração a todos que me enviaram mensagens positivas, ligaram e manifestaram publicamente seu apoio. No início, foi muito difícil assimilar tudo, mas o apoio de vocês me emocionou profundamente. Em breve, vou falar com vocês, como sempre fiz na minha vida, me posicionar com clareza e transparência. Obrigado por estarem ao meu lado nesse momento. Não brinquem com as coisas de Deus”, disse.

Diego Falcão não possuía vínculo empregatício formal com a CBB, atuando como prestador de serviços convocado para competições e projetos específicos.

As opiniões de Diego Falcão foram publicadas na semana em que o projeto de lei 1904/2024, que equipara o aborto após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio, com possibilidade de até 20 anos de reclusão, era um dos assuntos mais comentados nas redes sociais.

A proposta é uma reação dos parlamentares pró-vida a uma liminar concedida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, ao PSOL, que pediu a suspensão da resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) que impedia o uso da assistolia fetal, método usado para matar fetos viáveis fora do útero (em um período aproximado de 5 meses a 9 meses de gestação).

O CFM proibiu o procedimento por ser doloroso e desnecessário, já que bebês com mais de cinco meses podem sobreviver por meio de um parto prematuro. Além disso, com a assistolia, a mulher não deixa de passar por uma espécie de parto do feto morto.

O PL Antiaborto, caso venha a ser aprovado, prevê a que as penas sejam aplicadas aos profissionais que realizarem o procedimento e às gestantes. No caso das mulheres, o texto permite que o juiz possa reduzir ou não aplicar a pena.

A tramitação do PL Antiaborto tem gerado protestos pelo país desde a aprovação do regime de urgência, há quase duas semanas. Desde então, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), se tornou alvo das críticas e propôs o adiamento da discussão para o segundo semestre.

O aborto é crime no Brasil, não punido quando existe risco à vida da mãe, a gravidez decorre de estupro ou o feto sofre de anencefalia. Nesses casos, não há limite de período gestacional para a interrupção da gravidez previsto no Código Penal, mas como o feto já é viável fora do útero após a 22ª semana, o CFM entende que o melhor é antecipar o parto.

Os defensores do PL 1904/2024, de autoria do deputado Sóstenes Cavalcanti (PL-RJ), destacam ainda que a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o aborto após a 22ª semana de gestação como tardio, sugerindo também a antecipação do parto.

Deu na Gazeta do Povo

 

 

 

Notícias

“Estamos preparados para governar a França”, diz Jordan Bardella, direitista que lidera as pesquisas

“Estamos preparados para governar a França”, diz Jordan Bardella, direitista que lidera as pesquisas 1
Foto: RCP/Medea

 

O candidato de direita ao cargo de primeiro-ministro da França, Jordan Bardella, afirmou nesta segunda-feira, 24, estar preparado para governar o país, seis dias antes do primeiro turno das eleições legislativas. Bardella, de apenas 28 anos e estrela em ascensão da direita francesa, emergiu como vencedor das eleições europeias de 9 de junho, levando o presidente Emmanuel Macron a antecipar as legislativas que estavam programadas para 2027.

“O Reagrupamento Nacional (RN) é atualmente o único movimento que pode implementar as aspirações dos franceses. Em três palavras: Nós estamos preparados”, declarou Bardella ao apresentar seu programa eleitoral. O RN e seus aliados lideram as pesquisas para as legislativas com cerca de 35% a 36% das intenções de voto, seguidos pela coalizão de esquerda Nova Frente Popular (NFP) com 27% a 29,5%, além da aliança de Macron, com aproximadamente 20%.

Jordan Bardella aspira ao cargo de primeiro-ministro caso seu partido, liderado de fato por Marine Le Pen, conquiste a maioria absoluta nas eleições legislativas marcadas para 30 de junho e 7 de julho. Ele conseguiu chamar a atenção do eleitorado por se debruçar temas que envolvem segurança, controle da imigração e reformas no sistema educacional, como a introdução de uniformes escolares e a proibição de celulares nas escolas, entre outros pontos.

“Sete anos de ‘macronismo’ enfraqueceram o país”, afirmou Bardella, criticando os resultados econômicos do governo Macron, que segundo ele, resultaram em altos níveis de dívida e déficit públicos. O candidato do RN também atacou o programa da NFP, alertando para um aumento generalizado da imigração e uma crise econômica profunda. “A França vai virar a Venezuela, mas sem petróleo”, reiterou.

Deu no Conexão Política

Notícias

Sobe o número de deputados que assinam coautoria no PL Antiaborto; veja a lista

Mais 24 deputados assinam coautoria do PL "antiaborto"; leia lista
Reprodução

 

Desde a aprovação do requerimento de urgência na Câmara, o Projeto de Lei 1.904/2024, conhecido como PL Antiaborto, angariou o apoio de 24 novos deputados, elevando o total de assinaturas para 56 parlamentares.

O Partido Liberal (PL) lidera com 36 assinaturas, mostrando um forte respaldo à proposta que equipara o aborto após 22 semanas ao crime de homicídio, inclusive nos casos permitidos pela Constituição (estupro, anencefalia e risco de morte da mãe), estipulando uma pena de até 20 anos de prisão para a gestante.

A deputada federal Renilce Nicodemos (MDB-PA), integrante da bancada evangélica, inicialmente assinou o projeto, mas posteriormente solicitou a retirada de sua assinatura ao descobrir que a pena prevista para a mulher poderia ser maior do que a do estuprador.

Entre os deputados que endossam o PL Antiaborto estão nomes como Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), Eduardo Bolsonaro (PL-SP), Bia Kicis (PL-DF), e outros representantes de diferentes estados e partidos.

Eis a lista completa dos parlamentares:

1. Sóstenes Cavalcante (PL-RJ)
2. Eduardo Bolsonaro (PL-SP)
3. Bia Kicis (PL-DF)
4. Adilson Barroso (PL-SP)
5. Filipe Martins (PL-TO)
6. Gustavo Gayer (PL-GO)
7. Delegado Fábio Costa (PP-AL)
8. Coronel Chrisóstomo (PL-RO)
9. Cabo Gilberto Silva (PL-PB)
10. André Fernandes (PL-CE)
11. Delegado Paulo Bilynskyj (PL-SP)
12. General Girão (PL-RN)
13. Zé Trovão (PL-SC)
14. Coronel Assis (União Brasil-MT)
15. Marcos Pollon (PL-MS)
16. Pastor Diniz (União Brasil-RR)
17. Messias Donato (Republicanos-ES)
18. Delegado Palumbo (MDB-SP)
19. Junio Amaral (PL-MG)
20. Dr. Frederico (PRD-MG)
21. Julia Zanatta (PL-SC)
22. Cristiane Lopes (União Brasil-RO)
23. Nikolas Ferreira (PL-MG)
24. Pezenti (MDB-SC)
25. Franciane Bayer (Republicanos-RS)
26. Simone Marquetto (MDB-SP)
27. Rodrigo Valadares (União Brasil-SE)
28. Filipe Barros (PL-PR)
29. Bibo Nunes (PL-RS)
30. Mário Frias (PL-SP)
31. Silvia Waiãpi (PL-AP)
32. Fred Linhares (Republicanos-DF)
33. Capitão Alden (PL-BA)
34. Abilio Brunini (PL-MT)
35. Evair Vieira de Melo (PP-ES)
36. Delegado Ramagem (PL-RJ)
37. Marcelo Moraes (PL-RS)
38. Eros Biondini (PL-MG)
39. Delegado Caveira (PL-PA)
40. Greyce Elias (Avante-MG)
41. Dayany Bittencourt (União Brasil-CE)
42. Gilvan da Federal (PL-ES)
43. Rodolfo Nogueira (PL-MS)
44. Coronel Fernanda (PL-MT)
45. Dr. Luiz Ovando (PP-MS)
46. Delegado Éder Mauro (PL-PA)
47. Carla Zambelli (PL-SP)
48. Pastor Eurico (PL-PE)
49. Paulo Freire Costa (PL-SP)
50. Lêda Borges (PSDB-GO)
51. Eli Borges (PL-TO)
52. Ely Santos (Republicanos-SP)
53. José Medeiros (PL-MT)

Deu no Conexão Política

Notícias

Entrega de insulina e remédios para diabéticos de Natal será dividida entre UBS e Unicat; veja como fica

UBS e Unicat vão dividir entrega de insulina e remédios para diabéticos de Natal; veja como fica
Foto: Reprodução

 

A Prefeitura do Natal e o Governo do Estado fecharam um acordo para a distribuição de insulina e outros medicamentos para pacientes diabéticos na capital potiguar. A definição aconteceu no dia 17, durante uma audiência entre as duas partes mediada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN).

Veja como ficou a distribuição:

  • Insulina Regular e Insulina NPH: distribuição nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), conforme forem enviadas pelo Ministério da Saúde
  • Insulina análoga de ação prolongada e Insulina análoga de ação rápida: distribuição na Unicat
  • Cloridrato de Metformina 500 mg e 850 mg, Glimbenclamida 5 mg, Gliclazida 30 mg e 60 mg: distribuição nas Unidades Básicas de Saúde (UBS)
  • Dapagliflozina 10 mg: distribuição na Unicat

Aos pacientes portadores de diabetes tipo 1 que necessitem fazer uso de Insulina análoga de ação prolongada e Insulina análoga de ação rápida, e aos pacientes portadores de Diabetes Mellitus Tipo 2 que necessitem fazer uso de Dapagliflozina 10 mg, a Prefeitura do Natal recomenda que realizem seus cadastros junto à Unicat para obter as devidas instruções.

Deu no Portal da 98

Notícias

Morador de rua é queimado vivo em Natal

Homem foi queimado vivo na Avenida Tomaz Landim, na Zona Norte de Natal -
Foto: Reprodução

 

Um homem em situação de rua foi queimado vivo na Avenida Tomaz Landim, no bairro de Igapó, na Zona Norte de Natal, na tarde deste domingo (23). O autor do crime foi outro homem em situação de rua.

A informação foi divulgada inicialmente pela TV Ponta Negra, que obteve acesso a câmeras de segurança que flagraram a ocorrência no local.

Pelas imagens, é possível ver os dois discutindo enquanto caminham. Em seguida, as chamas começam. O rapaz atingido corre e tenta de todas as formas apagar o fogo.

Testemunhas escutaram os gritos com pedidos de socorro e correram para ajudar o homem em situação de rua. O homem que ateou o fogo permaneceu no local. Ele parece estar sob efeito de álcool.

Uma pessoa gravou a ocorrência. É possível ver, nas imagens, que o homem foi atingido principalmente na cabeça, nas mãos e no tórax. O homem que ateou o fogo admite ter provocado as queimaduras.

O rapaz foi socorrido minutos depois por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, para o setor de Queimados do Hospital Walfredo Gurgel. O estado de saúde dele não foi divulgado. Já o criminoso ainda não foi localizado após a ocorrência.

Deu no Portal da 98

Notícias

Disputa por vaga no TCE entre George Soares e Gustavo Carvalho chega à semana final na Assembleia Legislativa

Deputados George Soares (PV) e Gustavo Carvalho (PSDB) -
Foto: ALRN / Reprodução

 

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte vai realizar na próxima quarta-feira (26) uma sessão secreta para escolher o novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Dois candidatos disputam a vaga: George Soares (PV) e Gustavo Carvalho (PSDB), ambos deputados estaduais. Os dois concorrem à vaga deixada por Tarcísio Costa, que se aposentou em maio após atingir 75 anos.

A escolha de um dos parlamentares vai mudar a composição da Assembleia Legislativa.

Se o escolhido for Gustavo Carvalho, quem assume o mandato até 2026 é o ex-deputado Getúlio Rêgo. Já no caso de George Soares, o suplente é o ex-deputado Vivaldo Costa, que é irmão de Tarcísio Costa.

Disputa acirrada

Nos bastidores, a estimativa de momento é que a disputa esteja empatada entre George Soares e Gustavo Carvalho, cada um com oito votos já confirmados.

Estão com George Soares (PV), além do voto dele próprio: Divaneide Basílio (PT), Dr. Bernardo (PSDB), Francisco do PT, Hermano Morais (PV), Isolda Dantas (PT), Kleber Rodrigues (PSDB) e Ubaldo Fernandes (PSDB).

Já com Gustavo Carvalho (PSDB), além do voto dele próprio, estariam: Adjuto Dias (MDB), Cristiane Dantas (Solidariedade), José Dias (PSDB), Luiz Eduardo (Solidariedade), Taveira Júnior (União Brasil), Terezinha Maia (PL) e Tomba Farias (PSDB).

Outros sete deputados ainda estão com o voto indefinido. São eles: Coronel Azevedo (PL), Dr. Kerginaldo (PSDB), Eudiane Macedo (PV), Ivanilson Oliveira (União Brasil), Galeno Torquato (PSDB), Neilton Diógenes (PP) e Nelter Queiroz (PSDB).

O presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB), só vota em caso de empate.

Deu no Portal da 98

Notícias

Frases da Semana: “Artista, cinema e novela não é pra ensinar p…”

Foto: Balão de diálogo adicionado sobre foto de Andre Borges/EFE

“Poderíamos ter vencido o jogo, mas perdemos” – Fernando Diniz, técnico do Fluminense sobre derrota para o Cruzeiro. Análise incompleta, pois também poderiam ter empatado.

“O empreendedorismo é uma forma de violência social” – Vladimir Safatle, professor de filosofia da USP. Imagina a manchete: ‘Franco-empreendedor gera três empregos à queima-roupa. Militantes são hospitalizados em estado grave’.

“Ter uma bicicleta, colocar um isopor nas costas e sair pedalando não é empreendedorismo” – Flávio Dino, ministro do STF. Empreendedorismo de verdade deve ser pedalar a máquina pública.

“Não há chance de contratarmos um homem branco” – Michael Giordano, vice-presidente sênior da Disney, confessando em câmera escondida. Pelo jeito, nem o Walt Disney conseguiria emprego na Disney hoje. A Branca de Neve que o diga.

“Praga de gafanhotos foi a corrupção. Essa seria a melhor comparação. A Lava Jato pode ser comparada a um pesticida nocivo e inútil. Inútil até mesmo para o combate da corrupção” – Octávio Guedes, jornalista. Análises como essa que são realmente úteis, o adubo perfeito para a ‘democracinha’ florescer.

“R.I.P. Donald Sutherland – o melhor de todos os Donalds” – Donald Tusk, primeiro-ministro da Polônia, sobre a morte de Donald Sutherland, ator americano. E tem muita gente na Polônia se perguntando se Deus não levou o Donald errado.

“Congressistas agem por interesse próprio, não dos eleitores” – Merval Pereira, jornalista. Já o Executivo e o Judiciário, esses sim, são o auge do altruísmo.

“Segundo a Organização Mundial de Saúde, tanto o café que eu acabei de beber aqui, quanto a cocaína, que eu nunca vi, se enquadram nessa definição [de drogas]” – Dias Toffoli, ministro do STF. Rapaz, mas o que andam usando para adoçar esse cafezinho do Supremo?

“Após influenciadora mostrar marido tomando leite materno, especialistas explicam: adultos também podem consumir?” – manchete d’O Globo. O pior não é nem isso, imagina os especialistas debatendo o que fazer quando ela for trocar as fraldas dele.

“Nunca existiu nada semelhante ao ‘gabinete do ódio’, que se utilizou de recursos públicos e com a máquina do Estado para investigar e atacar adversários” – Paulo Pimenta, ministro da reconstrução do RS. Antes dessa defesa tão apaixonada, eu podia até acreditar que não.

“Caixa de horrores de Arthur Lira. De lá saem matérias retrógradas que ameaçam direitos, e que estão sendo aprovadis [sic] a toque de caixa” – Míriam Leitão, jornalista. Cacildis! E eu sempre achei que ela estava mais pra Zacarias do que Mussum.

“Você está realmente influenciando todos aqui. Estamos todos do seu lado agora. O Oriente Médio está 100% resolvido, graças ao homem que xingou o comediante judeu.” – Jerry Seinfeld, respondendo a manifestante anti-Israel durante show na Austrália. Enquanto a Austrália só agora tenta resolver o Oriente Médio com comédia, o Brasil já apela para a palhaçada faz tempo.

“O primeiro-ministro de Israel não quer resolver o problema. Ele quer aniquilar os palestinos. Em cada gesto dele, em cada ato dele” – Lula. Enquanto isso, Lula e seus cupinchas do Hamas seguem juntos na busca pela Solução Final.

“Lugar nenhum será poupado dos nossos foguetes” – Hassan Nasrallah, líder do Hezbollah. Quem quer aniquilar quem, Lula?

“Guerra entre Israel e Hamas é desproporcional. Exército forte contra organização que tem um braço armado” – Mauro Vieira, Ministro de Relações Exteriores. Se tem uma coisa que aprendemos é que nem sempre um exército forte é garantia contra certas organizações e seus braços armados.

“Acredito que o tumor do seu filho foi causado pelo racismo internalizado” – médico em episódio da série de TV New Amsterdam. Não dá ideia que daqui a pouco aparece um pinguço dizendo que a cirrose foi causada pela xenofobia.

“Sou a favor de uma lei que proíba líderes religiosos de se candidatarem a qualquer cargo político” – Felipe Neto. Não quer pastores na política, mas aceita com gosto o papel de advogado do diabo.

“Saúdo nosso acordo sobre o 14º pacote de sanções contra a Rússia” – Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia. Agora vai! É Putin, o cerco está se fechando.

“Em vez de falarem sobre o desempenho do presidente no cargo, sobre o que ele conseguiu fazer pelo povo, estamos vendo esses ‘cheap fakes’, esses vídeos manipulados feitos de má fé.” – Karine Jean-Pierre, porta-voz de Joe Biden. O problema é que o Biden congela menos nos ‘cheap fakes’ do que na vida real.

“Um candidato que fizesse apenas ataques contra o presidente Lula, seria um desastre, porque nós não teríamos recursos do governo federal para cá” – Rogério Correia, pré-candidato a prefeito de Belo Horizonte (PT-MG). É pelo luxo do cabresto que se mede a ‘democracinha’.

“Devemos eliminar as urnas eletrônicas. O risco de serem hackeadas por humanos ou IA, embora ainda pequeno, é muito alto” – Elon Musk. Tá, mas se eliminarmos as urnas eletrônicas, de onde virão os votos?

“Raí e Chico Buarque participam de ato em Paris contra avanço da ultradireita” – manchete da Folha de S.Paulo. Eu já estou mais preocupado com o avanço da ultraesquerda no Complexo do Alemão. Caso interesse, fica lá no 13.171º Arrondissement.

“Chico Buarque chega aos 80 anos como um dos mais poéticos e contundentes cronistas do país” – manchete d’O Globo. Contundente como um tapinha nas costas do governo.

“O Haddad é um extraordinário ministro da Defesa” – Lula, o ‘amigo’ da lista da Odebrecht. Pois é, cada país tem o Joe Biden que merece.

“O Brasil é uma encrenca, um negócio difícil de administrar” – Fernando Haddad, ministro da Fazenda. Ter que acordar cedo, fazer cálculos, ler relatórios longos… Haddad, você merece mais. Vai pegar seu violão e ser feliz!

“Ratinho Júnior pede que grevistas contra a privatização das escolas do Paraná sejam enquadrados em atos antidemocráticos. Só pode ser brincadeira! É um ascinte [sic], desonesto intelectualmente e truculento. Essa ação sim é uma violência contra a democracia” – Gleisi Hoffmann, presidente do PT. Parece que a democracia só é frágil quando convém. Nos outros dias, ela pode levar uma surra. A língua portuguesa, coitada, apanha junto.

“Turma do Bolsonaro eu não recebo” – Carlos Lupi, ministro da Previdência Social. Para ser recebido pelo Lupi tem que estar com o nome na lista. A famosa.

“Bom demais ter um presidente leitor. Viva Lula!” – Afonso Borges, jornalista. Um grande leitor, honestíssimo e com cinco dedos em cada mão.

“Entrarei com processo contra Murilo Rosa e Maria Zilda por explorarem e ridiculizarem indevidamente um falso problema médico. Apresentarei testemunhos de atrizes e relatórios médicos que comprovarão que não sofro de halitose. Estamos, com advogados, estudando danos psicológicos, financeiros e morais em cerca um milhão de reais” – José de Abreu, ator. Imagina se depois de gastar fortunas com advogados, laudos e testemunhas, ele resolve abrir a boca e perde a causa?

“IBGE confunde formação da Terra em 70 milhões de anos.  Atlas lançado em 2024 com o Brasil no centro do mapa-múndi confunde imagens dos períodos Jurássico e Cretáceo” – Fernando Rodrigues, jornalista. Para o IBGE do Pochmann, extinguir os dinossauros 70 milhões de anos mais cedo é moleza. Mágica mesmo é fazer desaparecer a inflação e o desemprego todos os meses!

“Governo cede e propõe desconto de 50% em multas das empreiteiras da Lava-Jato” – manchete d’O Globo. A Lava-Jato agora vem com cashback. Investiu, ganhou, e ainda recebe metade do dinheiro de volta. Promoção válida até o próximo escândalo.

“Evangélicos querem transformar o Brasil numa República Gospel Miliciana. Só o Deus deles é o verdadeiro, o seu é falso, e se você não se converter, queima na fogueira!” – Leonel Brizola Neto, ongueiro carioca. Inventar desculpas para fugir para o Uruguai vestido de mulher parece ser a única tradição familiar que a esquerda quer preservar.

“Teatro macabro”

“Quero ver ela encenando a filha, a neta, a mãe, a avó, a esposa de um parlamentar sendo estuprada” – Soraya Thronicke, senadora (PODE-MS), sobre atriz que encenou procedimento de aborto no Congresso. Eu já queria ver a Soraya encenando um pouco de bom senso. Talento para o drama ela tem!

“Senado vira palco de teatro macabro em sessão de bolsonaristas sobre aborto” – Bernardo Mello Franco, articulista. O aborto é macabro mesmo. Queria o quê, uma comédia romântica? Sinto muito se estragaram seu entretenimento.

“Não consentimos que o patriarcalismo cristão sexista católico e evangélico obrigue o Estado a castigar mulheres e meninas porque projeta em seus corpos sentimentos reprimidos, insatisfações, incoerências, frustrações e perversões” – carta de religiosas, ‘bispas’ e ‘pastoras’ contra o PL Antiaborto. Mas não adianta procurar essas ‘religiosas’ na missa de domingo. É o dia em que elas se reúnem para o churrasquinho do clube das veganas.

“Não é que eles sejam contra o aborto. Eles são a favor do estupro” – Lafa, cartunista. Pelo visto, sua melhor caricatura é a de esquerdista raivoso.

“Por que uma menina é obrigada a ter um filho de um cara que estuprou ela? Que monstro vai sair do ventre dessa menina?” – Lula. Ninguém nasce monstro, mas uma vez que se torna um, o rabo sempre acaba se revelando.

“Quero saber se a filha dele fosse estuprada” – Lula, sobre autor de PL Antiaborto. Se as fantasias criminais de Lula ficassem só na imaginação, a gente estaria melhor.

“Se ficarmos calados, a bancada religiosa não pensará duas vezes antes de aprovar esse PL do aborto e muitos outros na mesma direção” – Joel Pinheiro da Fonseca, economista. Joel, a bancada religiosa pode até não pensar duas vezes, mas você precisa começar a pensar pelo menos uma.

“Não é uma questão ideológica, é uma questão de lógica” – Luciano Huck, apresentador de TV, sobre sua oposição ao PL antiaborto. Interessante, vindo de alguém que vive de apresentar soluções mágicas para problemas banais, entre um comercial de margarina e outro.

“Após cobranças, Lira telefona para Luciano Huck e explica PL do Aborto” – manchete da CNN Brasil. O presidente da Câmara dá satisfações ao Luciano Huck, o do Senado para a Anitta. E para nós, nem tem nem um zelador?

“Equiparar o aborto em qualquer momento ao crime de homicídio é uma irracionalidade. Isso não tem a menor lógica. Uma mulher estuprada tem o direito de não conceber aquela criança” – Rodrigo Pacheco, presidente do Senado. Se o Pacheco se dedicasse à biologia tanto quanto se dedica ao blábláblá, talvez aprendesse que o aborto não retroage à concepção.

“‘Uma lei que penaliza a vítima e protege o estuprador’, diz leitor” – Folha de S.Paulo no Twitter, sobre PL Antiaborto. Com o ‘diz leitor’ no final, vale tudo. As fontes anônimas vão acabar ficando com ciúmes, diz especialista.

“Os conservadores estão arruinando com os direitos individuais, criminalizando posse de maconha, aborto, proibindo saidinha, tornando a vida dos brasileiros insuportável” – Marcelo Rubens Paiva, escritor. Se os conservadores continuarem com essas atitudes, pode ser até que o Brasil dê certo, veja só.

“É um ataque contra as mulheres, meninas e pessoas que gestam neste país” – Erika Hilton. Sem nenhuma relação com a fala de Hilton, mas as feministas têm um slogan que diz: “Sem útero, mas com opinião”.

“A legislação prevê o aborto em casos de estupro, risco à vida da mãe e da criança” – Erika Hilton. Aborto para proteger a vida da criança? Ainda bem que a única coisa que Erika consegue abortar é a lógica.

“As traíras: dos 33 deputados favoráveis ao projeto de lei que equipara o aborto ao crime de homicídio, 12 são mulheres” – Ricardo Noblat, jornalista. Ninguém larga a mão de ninguém… exceto aquelas doze bruxas ali. Vai faltar pedra para tanta Geni!

“O que está em cheque é se matar bebês de 5 meses, totalmente viáveis. O projeto trata do óbvio: o aborto é um eufemismo para homicídio” – Chris Tonietto, deputada federal (PL-RJ). Parece óbvio, mas parece que certos deputados acreditam que no aborto se mata uma cegonha, e não um ser humano.

“É inaceitável que uma vítima de estupro seja considerada homicida se realizar um aborto após 22 semanas. Vale a mobilização de todos contra esta pauta absurda” – João Amoêdo, ex-candidato à presidência. Se tem alguém que entende de aborto, é o Amoêdo. Sua trajetória política é prova morta disso.

“Este jornal defende a legalização do aborto, de drogas leves e da eutanásia” – editorial da Folha de S.Paulo. Os altos valores da imprensa brasileira nunca deixam de surpreender.

“Eu, Luiz Inácio, sou contra o aborto. Mas, como o aborto é uma realidade, precisamos tratar como uma questão de saúde pública” – Lula. Aborta, mas não mata.

“Essa PL foca na estuprada e não no estuprador. Essa é a minha questão. Não cabe discutir política, temos que proteger nossas crianças” – Ingrid Guimarães, atriz. Agora que já salvamos a democracia, não precisamos ficar discutindo política, né?

“Quais ex-BBBs se manifestaram contra a PL? Não adianta ser influenciador e ser raso como um pires nos assuntos” – Vai Desmaiar, perfil de fofoca e análise sociocultural. O problema não são os ex-BBBs rasos como um pires. É a sociedade virando a caixa de areia.

Cantinho antipsicótico

“Eu não faço defesa do Putin” – Lula. Imagina se fizesse! O exército brasileiro já estaria em Kiev.

“Lula demonstra desorientação na economia” – editorial do Jornal O Globo. O Lula parece convencido de que se continuar atirando para todos os lados, uma hora ele acerta um alvo.

“Se for para evitar que trogloditas voltem, posso ser candidato” – Lula. Quando Lula é a alternativa aos trogloditas, a vida nas cavernas começa a parecer até civilizada.

“Leia a transcrição da entrevista de Lula à CBN, em que cometeu 6 deslizes” – manchete do site Poder 360. Nesta hora lembro da música de Fágner: “E é só assim que eu perdoo os teus deslizes / E é assim o nosso jeito de viver / Em outros braços tu resolves tuas crises”.

“Com o falso argumento de combater a corrupção, a operação Lava Jato mirava, na verdade, o desmonte e a privatização da Petrobras. Se o objetivo fosse de fato combater a corrupção, que se punissem os corruptos” – Lula. A corrupção foi impecável, o problema foi o combate que deixou muito a desejar.

“Vocês estão lembrados quando nós começamos a fazer a Copa do Mundo, a quantidade de denúncias de corrupção dos estádios?” – Lula. É porque não existia um STF forte para barrar os ataques antidemocráticos da extrema-direita.

“E a direita inventou que a saúde tinha que ser padrão FIFA na tentativa de desmoralizar a Copa do Mundo” – Lula. Democrático é o padrão Várzea, então? Viva o SUS!

“Deus é justo, nós tomamos de 7 a 1 da Alemanha. Já que é para castigar, vamos castigar” – Lula. Se isso for verdade, é uma boa notícia. Somando os 7 gols da Alemanha com os 3 mandatos do Lula, parece que as nossas 10 pragas estão pagas!

“A primeira coisa que você tem que fazer é parar de ter filho” – Lula para mãe de três beneficiada pelo ‘Minha Casa, Minha Vida’.

“Ministério da Saúde deixa São Paulo sem vacina para a 2ª dose contra a catapora” – manchete da Folha de S.Paulo. O povo segue exposto à catapora, mas a imunização do governo às críticas está em dia.

“Lula se vacinou contra dengue na rede privada, sem divulgar e antes da campanha do SUS” – manchete da Folha de S.Paulo. Lula se vacinou primeiro para testar os efeitos colaterais. Um herói nacional sempre pensando no bem-estar do povo.

“Governo Lula compra antipsicóticos e antidepressivos para Presidência” – manchete do Metrópoles. Melhor checar a validade, porque parece que não estão funcionando.

Deu na Gazeta do Povo

Notícias

Brasil reconhece quadrilhas juninas como manifestação cultural

Foto: Reprodução

 

O Governo Federal sancionou a lei nº 14.900 que reconhece as quadrilhas juninas como manifestação da cultura nacional. A medida foi publicada no Diário Oficial desta 2ª feira (24.jun.2024). O texto foi aprovado pelo Congresso Nacional em 21 de maio e propõe uma alteração na lei 14.555, de 2023, que cita apenas as festas juninas como manifestação da cultura brasileira.

Com a sanção, as quadrilhas, danças tradicionais das comemorações dos meses de junho e julho, também passam a integrar o grupo reconhecido. O projeto é de autoria do deputado federal Ruy Carneiro (PSC-PB). Ao ser aprovado na Câmara dos Deputados, foi à votação no Senado.

A relatora na Casa Alta, a senadora Daniella Ribeiro (PP-PB), declarou que a medida é compatível com a contribuição da dança tradicional para a cultura do país. “As quadrilhas juninas movimentam uma verdadeira cadeia produtiva da cultura. Desde os cenários, aos figurinos, a maquiagem, dançarinos. Portanto, é um projeto bastante meritório”, afirmou ao ler o relatório na Comissão de Educação.

Deu no Poder 360

Notícias

Irmãos e sobrinho brigam por herança de R$ 100 milhões de ganhador da Mega-Sena

Foto: Reprodução

 

A saga judicial em torno da herança do lavrador Renê Senna, que ganhou R$ 52 milhões na Mega-Sena, continua a causar divisões e disputas entre a família, mesmo após 17 anos do assassinato. Renê foi morto a tiros em 7 de janeiro de 2007 em Rio Bonito, no Rio de Janeiro, e, desde então, a briga pela fortuna, agora estimada em mais de R$ 100 milhões, tem sido marcada por quatro testamentos e inúmeras batalhas nos tribunais.

O mais recente capítulo da conturbada história começou em 4 de junho deste ano, quando o advogado Sebastião Mendonça, representando oito irmãos e um sobrinho de Renê, entrou na Vara Cível do Fórum de Rio Bonito com um pedido de nulidade do último testamento, apresentado por Renata Almeida Senna, filha do milionário, que a designa como única herdeira, excluindo os demais parentes.

Renata havia assegurado judicialmente 50% da herança em novembro de 2021. À época, a Justiça determinou que cerca de R$ 43 milhões (sem contar com pouco mais de R$ 10 milhões, frutos da venda de uma fazenda onde Renê morou antes de morrer), fossem depositados em sua conta.

A decisão foi tomada após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negar um recurso da viúva, Adriana Ferreira Almeida Nascimento, condenada a 20 anos de prisão por mandar matar Renê ao descobrir que seria excluída do testamento devido a uma traição.

Batalha judicial entre a viúva e a família
Adriana, ex-mulher do milionário e acusada como mandante do assassinato, tentava validar um terceiro testamento, que dava direito a ela à metade da fortuna. No entanto, o Judiciário considerou que Renê foi manipulado por Adriana, que teria um plano para matá-lo.

Assim, o acórdão reconheceu a validade de um dos testamentos anteriores, que dava a oito irmãos e um sobrinho de Renê o direito à outra metade de seus bens, além da parte já destinada por direito à Renata, filha do milionário.

Em setembro de 2023, Renata apresentou um novo testamento — alegando que o último documento havia caducado (perdido a validade) —, datado de 14 de outubro de 2006, no qual ela aparecia como única herdeira, anulando, assim, os direitos dos irmãos e do sobrinho de Renê.

A defesa dos excluídos, representada por Sebastião Mendonça, argumenta que as testemunhas deste testamento têm interesse na causa, o que comprometeria a validade do documento.

“O documento está com nulidades. A testemunha que participou do testamento tinha interesse na causa por já ter prestado assessoria financeira ao Renê e à Renata, que era inventariante do espólio. O código civil fala que quem tem interesse na causa, quem tem afinidade, ou é amigo, ou inimigo, não pode participar do ato”, afirmou o advogado ao jornal O Globo.

Deu no Metrópoles

Notícias

Câmara Municipal de Natal convoca aprovados em concurso público

Foto: Elpídio Júnior

 

A Câmara Municipal de Natal (CMN) convocou os aprovados no concurso público. No total, foram chamados 14 pessoas para ocupar o quadro pessoal da CMN. A homologação do resultado foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) nesta segunda-feira (24).

No documento, há a apresentação dos nome selecionados e também a convocação dos candidatos para o cumprimento do resto do processo seletivo previsto no edital nº. 01/2023. Os convocados precisam apresentar os documentos exigidos e uma relação de exames para serem efetivados no cargo.

Confira os nomes dos convocados, documentos e exames solicitados aqui.

Deu na Tribuna do Norte