Inclusão

Evento celebra Dia do Orgulho Autista em Natal nesta terça-feira

Foto: jcomp/Freepik

A Associação Brasileira de Psiquiatria realiza em Natal, nesta terça-feira (18), um evento em alusão ao Dia do Orgulho Austista com o objetivo de abordar o bem-estar de famílias que cuidam de crianças com transtorno do espectro autista (TEA). Segundo o último levantamento do Centers for Disease Control and Prevention (CDC), a condição tem afetado 1 a cada 36 crianças. A ação será sediada na Associação Médica do Rio Grande do Norte, com início às 14h, e conta com a parceria do Instituto Gestão e Vida, Instituto Le Blue e Clínica Professor Heitor Carrilho. A entrada é aberta ao público em geral.

O evento traz a participação do Presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, Dr. Antônio Geraldo, e do radialista e humorista Mução, pai de duas crianças autistas e que utiliza suas plataformas para apoiar a causa e famílias de crianças autistas.

Embora os desafios para famílias com crianças e adolescentes com TEA sejam muitos, a atenção tende a se concentra apenas nos filhos, enquanto os cuidadores, que desempenham um papel vital em suas vidas, podem ser negligenciados.

O evento, nesse sentido, tem o objetivo de oferecer orientação prática e apoio, destacando a importância do autocuidado para aqueles que se dedicam ao cuidado de crianças e adolescentes com TEA, além de aprender estratégias para promover o bem-estar para si mesmos e de seus entes queridos.

O evento também oferece uma sessão interativa de perguntas e respostas, proporcionando aos participantes a oportunidade de interagir diretamente com os palestrantes e tirar suas dúvidas sobre os desafios e as necessidades dos cuidadores de crianças autistas.

Deu na Tribuna do Norte

Inclusão

Capacitismo: ALRN lança campanha com presença dos gêmeos Ângelo e Augusto

 

Quem vê o semblante tranquilo da pedagoga e funcionária pública aposentada Maria Luci Gomes, nem imagina como foi a sua jornada a partir do nascimento dos gêmeos Ângelo e Augusto, 42 anos, até os dias atuais, quando eles estampam uma campanha anticapacitista para combater essa forma de preconceito e discriminação contra as pessoas com deficiência. A iniciativa, da Assembleia Legislativa do RN, conta também com a participação do influenciador e ativista anticapacitista potiguar, Ivan Baron.

O objetivo da campanha é promover a conscientização, inclusão e equidade para todas as pessoas com deficiência. O lançamento, pelo presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), será nesta quarta-feira (12), às 9h, no auditório da ALRN, com a presença dos protagonistas, familiares, deputados, servidores e convidados, num evento aberto ao público.

“A Assembleia Legislativa lançar essa campanha com um tema tão importante e atual na área das pessoas com deficiência é de muita criatividade e sabedoria. As mães atípicas precisam dessas atitudes. Os desafios ao longo dos anos foram enormes, muito doloridos, porque naquela época vivemos muitos momentos de preconceito e não se falava em capacitismo, então não tínhamos o apoio de ninguém”, observa Luci Maia, mãe dos gêmeos.

Mais conhecida como Dona Luci, a mãe dos gêmeos autistas Ângelo e Augusto, conhecidos na internet e na cidade de Natal/RN pela doçura e pelos desafios que enfrentam, ganhou maior notabilidade pela luta em prol do bem-estar dos filhos.

Natural de Mossoró, a família chegou em Natal em 1987. Com a dificuldade de encontrar escolas que aceitassem crianças autistas, Luci resolveu fundar o Jardim Escola Dois Amores, em 1990, depois que os gêmeos passaram cerca de três anos sendo educados em casa. A mãe tentava manter o tempo dos meninos sempre ocupados. Repetia as palavras para tornar a fala deles funcional, mostrava gravuras em livros para que aprendessem o nome das coisas, dentre outras estratégias para atenuar a hiperatividade.

O que é capacitismo?

A palavra “capacitismo” significa a discriminação de pessoas com deficiência. Sua tradução para o inglês é ableism. O termo é pautado na construção social de um corpo padrão, sem deficiência, denominado como “normal” e da subestimação da capacidade e aptidão de pessoas em virtude de suas deficiências.

O capacitismo é considerado uma forma de preconceito, comumente vindo de pessoas sem deficiência, que pré-julgam a capacidade e habilidades das pessoas com deficiência com base apenas no que elas acreditam sobre aquela condição.

Foi pensando nisso que a Assembleia Legislativa, através da nova campanha, lançou uma cartilha, já disponível no portal da Casa, estimulando atitudes que favoreçam a ampliação da acessibilidade e da inclusão.

Inclusão

Mossoró propõe espaço voltado para Pessoas com Deficiência no “Pingo da Mei Dia”

A Prefeitura de Mossoró está garantindo, durante o “Pingo da Mei Dia”, um espaço amplo e acessível voltado para Pessoas com Deficiência (PcD). A iniciativa leva o nome ‘Arraiá da Inclusão’, e foi criado visando proporcionar mais acesso e conforto para o público curtir a festa com maior tranquilidade.

Para participar do ‘Arraiá da Inclusão’ é necessário realizar a inscrição até esta sexta-feira 31. As solicitações são realizadas de forma online, por meio do preenchimento de formulário eletrônico.

O “Arraiá da Inclusão” será realizado na lateral do Memorial da Resistência, com visão privilegiada do evento. A estrutura promoverá segurança, grande apoio e identificação. O espaço recebrá 40 PCDs com direito a acompanhante.

Deu no Agora RN

Cidade, Inclusão

Câmara Municipal de Parnamirim empossa mais uma intérprete de Libras

Na busca contínua por melhorias na Casa Legislativa, a Câmara de Parnamirim deu posse a mais uma Tradutora Intérprete de Libras nesta terça-feira (30).

Priscila Fontes Barreto agora integra o quadro de servidores efetivos de Libras da instituição, somando-se aos esforços para promover inclusão e acessibilidade. Ela mais uma das cinco profissionais efetivadas pela legislatura gerida pelo Presidente e Vereador, Wolney França que ao lado do parlamentar Gabriel César, recebeu a concursada.

“As contratações confirmam o compromisso assumido por esta casa de trabalhar pela ampliação dos serviços e a presença de intérpretes de Libras nos serviços públicos não é apenas uma questão de acessibilidade, mas sim um fundamento de igualdade. Garante que todos os cidadãos tenham as mesmas oportunidades de se comunicar”, disse Wolney.

Cidade, Inclusão

Câmara lança vídeo em homenagem ao Dia Nacional da Libras

A Câmara de Parnamirim celebrou o Dia Nacional da Libras, em 24 de abril, com o lançamento de uma produção audiovisual em comemoração à data. Produzido pela Assessoria de Comunicação, o vídeo traz as servidoras Carla Gurgel e Gisele Araújo, que são tradutoras e intérpretes de Libras da Casa Legislativa.

A Língua Brasileira de Sinais – Libras – é o instrumento legal de comunicação e expressão para garantir uma acessibilidade eficiente às pessoas surdas. Atualmente, a Câmara de Parnamirim é a única do legislativo potiguar a ter servidoras efetivas nessa língua e, neste mês, o presidente da Casa, vereador Wolney França, assinou a convocação de mais um servidor tradutor e intérprete de Libras. “A atual legislatura da Casa valoriza esses profissionais, convocando mais intérpretes e duplicando o número de servidores efetivos na área, visando aumentar a acessibilidade na Casa”, disse.

Confira os vídeos:

 

Inclusão, Política

ALRN aprova Lei que assegura 10% das vagas nos concursos para pessoas com deficiência

Foto: João Gilberto

 

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou nesta terça-feira (23) um Projeto de Lei que assegura até 10% de vagas nos concursos públicos às pessoas com deficiência. A matéria, de autoria do deputado estadual Ubaldo Fernandes (PSDB), foi aprovada por unanimidade. A matéria segue agora para a sanção ou veto da governadora Fátima Bezerra (PT).

“A realidade do Rio Grande do Norte mostra um número discrepante entre as pessoas com deficiência e a oferta de lugares que devem possuir os concursos públicos estaduais para esse segmento da sociedade”, disse o deputado. Segundos dados do IBGE, quase 10% da população do Estado apresenta alguma deficiência.

Também foram aprovados na sessão outros 9 projetos de iniciativa do deputado Ubaldo. Entre os principais estão o que institui a Campanha “Oftalmologista na Escola” e a fixação de penalidades administrativas às pessoas físicas ou jurídicas e agentes públicos que discriminem ao que possuem Transtorno do Espectro Autista no Estado.

De autoria do presidente da Casa, deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), foi aprovada matéria que reconhece como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado a Filarmônica “Monsenhor Honório”, a Banda de Música do município de Macau. Já por proposição do deputado Gustavo Carvalho (PSDB), foi aprovada proposta que torna obrigatória a publicação, em sítio eletrônico oficial, bem como no anexo da LDO, de informações detalhadas a respeito das renúncias fiscais no RN.

Os deputados estaduais ainda aprovaram um projeto de autoria do Poder Executivo que retifica valores nas tabelas de vencimentos constantes da Lei Complementar Estadual Nº 698, de 22 de fevereiro de 2022.

Inclusão, Política

Solenidade na ALRN homenageia pessoas que atuam pela conscientização do Autismo

Foto: João Gilberto
Fazendo alusão ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo, comemorado anualmente em 2 de abril, a Assembleia Legislativa, por iniciativa do deputado Kleber Rodrigues (PSDB), promoveu nesta segunda-feira (15) sessão solene que homenageou agentes que atuam em favor da causa. Com bandeira parlamentar voltada para a inclusão, o deputado enalteceu a colaboração de cada um.

“Pessoalmente abracei a causa da inclusão, a defesa intransigente para assegurar os direitos já validados e ampliar os direitos ainda a serem conquistados, esse é um propósito que move o meu ser e muito me emociona. Esta Casa Legislativa hoje abre suas portas para reverenciar um grupo de pessoas que é exemplo para todos nós. Gente que abraçou a causa da inclusão por dela fazer parte ou por estar integrada pelo sentimento de igualdade, cidadania e, sobretudo, humanidade. Aplaudimos hoje o espírito de luta, o empreendedorismo social, o fazer a diferença pelo outro e para o outro”, disse Kleber.

Em discurso na tribuna do Plenário Clóvis Mota, o parlamentar enalteceu a contribuição da Casa Legislativa e reconheceu as conquistas recentes no tocante ao tema. “É senso comum que avançamos, mas é preocupação de todos nós os desafios e dificuldades que precisamos transpor. Os nossos homenageados de hoje se colocam representando tantas outras pessoas que desenvolvem atividades voltadas para a inclusão. Aliás, confesso, que depois de tanta reflexão, testemunhos presenciados, trago hoje a convicção que não estamos falando de uma bandeira, mas de um propósito de vida”, declarou Kleber.

Falando em nome dos homenageados, a terapeuta ocupacional Magnólia Ansaldi e uma das organizadas da Caminhada de Conscientização sobre o Autismo, agradeceu o reconhecimento e reforçou a necessidade de maior envolvimento do Poder Público por medidas de inclusão e acesso de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). “Minha jornada começou com uma chama tímida de esperança e determinação. Um anseio por inclusão, compreensão e respeito. O meu trabalho atua diretamente na vida de pessoas com essa condição. É preciso valorizar suas capacidades e respeitar seus limites, espalhando amor e conscientização.Minha gratidão a todos que estão aqui”, afirmou a terapeuta.

Durante a solenidade, foram homenageados ainda: o presidente da Comissão em Defesa dos Direitos das Pessoas com Autismo da OAB/RN e Membro Titular no Conselho Federal, Bruno Henrique Farias; o vereador de Natal, Tércio Tinoco; a médica com atuação no Centro de Saúde Anita Garibaldi (ISD), em Macaíba, no Centro de Reabilitação Infantil – CRI e no Centro de Especialidades Integradas, Celina Angelia dos Reis; a psicopedagoga presidente da Associação de mães e amigos dos autistas do Vale do Assu, Thais Patrícia de Souza; a coordenadora do grupo mães atípicas e presidente da AAPD Terezinha Almeida, Elivone Oliveira; a psicóloga clínica Sylvia Sá; o ex-vereador e ativista social, Petras Vinicius de Sousa, que atua como assessor especial de Inclusão e  Acessibilidade da Prefeitura de Mossoró; a fundadora e presidente da Amor! Associação dos Pais e Amigos dos Autistas de Mossoró, Maria das Graças Mendes; e o comunicador Luiz Henrique.

Ao final da sessão solene, os presentes acompanharam apresentação grupo do musical da APABB – Associação de Pais, Amigos e Pessoas com Deficiência “Abrilhantando nossa solenidade com músicas que tocam nosso coração e nossa alma”, concluiu Kleber Rodrigues.

Foto: João Gilberto
Emprego, Inclusão

Câmara de Parnamirim anuncia novas contratações para tradutores e intérpretes de Libras

No mês em que se comemora o Dia Nacional de Libras, cuja data representativa é o dia 24, o presidente da Câmara de Parnamirim, vereador Wolney França, autorizou novas contratações para a área visando melhorar ainda mais o atendimento à população na Casa do Povo e se consolida como a única Casa Legislativa no estado que possui servidoras efetivas na função.

Wolney destacou que a oferta de Libras nos órgãos públicos melhora o acesso reduz as barreiras na comunicação. “Temos o orgulho de ser a única Casa Legislativa do RN com servidoras efetivas em Libras e estamos comprometidos com a valorização da carreira e a estruturação do setor, garantindo a inclusão e acessibilidade para todos”, afirmou.

A tradutora intérprete de Libras, Carla Gurgel acredita que a iniciativa é importante para promover a inclusão, proporcionando acessibilidade linguística e comunicacional aos usuários de Libras. “O presidente tem sido um gestor comprometido com a inclusão e suas ações propiciam o acesso às informações de forma equânime”, avalia.

Inclusão, Política

“Autismo e Políticas de Inclusão” será tema de audiência pública nesta terça-feira, 2, na Assembleia Legislativa

 

O deputado estadual Hermano Morais (PV) promoverá nesta terça-feira (02) uma Audiência Pública intitulada “Autismo e Políticas de Inclusão”, a se realizar no Plenarinho da Assembleia Legislativa, a partir das 14h. A data faz referência ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo e faz parte das atividades da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes.

Recentemente circulou um vídeo nas redes sociais em que um menino de oito anos chamado Joaquim, portador de TEA, relatou situações de violência física e psicológica que ocorrem por sua condição. Ele fez um apelo emocionante e pede aceitação –além do apoio para a causa e distribuição de uma cartilha para conscientização. Trata-se da cartilha “Sou diferente, e daí? Tem lugar aí pra mim?”, elaborada pela escritora Aline Campos, que ensina sobre as diferenças, e sobre respeitar e acolher crianças e adolescentes com espectro autista em sala de aula.

Durante a referida Audiência, será entregue aos presentes a citada cartilha. Nenhuma criança com TEA pode ser discriminada em função de suas dificuldades ou impedida de frequentar qualquer lugar público. É inaceitável qualquer estigmatização, discriminação e violações de direitos humanos.

O Dia Mundial e o Dia Nacional de Conscientização sobre o Autismo são celebrados em 2 de abril. A data foi estabelecida em 2007 pela Organização das Nações Unidas e instituída no Brasil pela Lei 13.652/2018. O objetivo é promover conhecimento sobre o espectro autista e falar sobre as necessidades e os direitos desses cidadãos. O tema deste ano destaca a importância de reconhecer e respeitar as habilidades e as particularidades de pessoas com TEA: “Valorize as capacidades e respeite os limites!” e acompanha a hashtag #AutismoValorizeCapacidades.

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma condição relacionada ao desenvolvimento do cérebro e afeta aspectos da comunicação, linguagem, comportamento e interação social. Se refere a uma série de condições caracterizadas por algum grau de comprometimento no comportamento do indivíduo por uma gama estreita de interesses e atividades que são únicas para cada um deles e são realizadas de forma repetitiva. Na maioria dos casos, as condições são aparentes durante os primeiros cinco anos de vida. O tratamento envolve uma equipe multidisciplinar que pode ajudar a criança a desenvolver formas de se comunicar socialmente e de ter maior estabilidade emocional.

Para a Audiência, foram convidadas as seguintes representações: Secretaria Estadual de Educação, Defensoria Pública do Estado, Associação dos Pais e Amigos dos Autistas do RN (APAARN), Associação dos Autistas da Zona Norte (APAZN), ABA Clínica, CLIAP, ABRACE, Clínica Saudavelmente, Girassol Clínica e o Instituto Amar.

Educação, Inclusão

Projeto terapêutico auxilia pais e cuidadores de pessoas no espectro autista em Natal

 

Criado com foco em proporcionar suporte psicológico e uma rede de apoio para familiares e cuidadores de pessoas com Transtorno do Espectro Autista, o Serviço Integrado de Psicologia (SIP) da Universidade Potiguar (UnP), em Natal, conta com o Grupo Acolher, que realiza reuniões semanais voltadas para esse público.

Os interessados em participar podem se inscrever diretamente no Centro Integrado de Saúde (CIS) da UnP Salgado Filho, localizado na Rua General Francisco Monteiro, 371, em Lagoa Nova, Zona Sul (entrada pela rua lateral).

O local também disponibiliza o WhatsApp (84) 3215-1267. Outra possibilidade é se inscrever no link bit.ly/ProjetoAcolherUNP. Os encontros terminam no dia 29 de novembro. As vagas são limitadas.

As reuniões acontecem toda quarta-feira, às 19h, na UnP Salgado Filho. A iniciativa possibilita um ambiente de acolhimento, crescimento e apoio mútuo entre pessoas que partilham de dificuldades semelhantes e fragilidades emocionais no manejo do TEA.

Sob a coordenação da professora do curso de Psicologia da UnP, Maria Aparecida França, o grupo foi criado para suprir a carência de espaços desse tipo. “Constatamos a inexistência de um projeto voltado para esse público específico aqui na capital. Nesta perspectiva, a criação do projeto em formato de grupo terapêutico se justifica pela necessidade de uma rede de apoio e acolhimento para os responsáveis de pessoas com Transtorno do Espectro Autista”, explica a docente.