Educação

UFC: Amanda Nunes dá aula, vence Julianna Peña e retoma cinturão

Foto: Getty Images

Amanda Nunes castigou a americana Julianna Peña ao longo de cinco rounds, exibiu sua técnica, fugiu dos perigos quando ele chegou, deixou o rosto da rival ensanguentado e venceu na decisão unânime (50-45, 50-44 e 50-43) para retomar o título da categoria peso-galo até (até 61,2kg) e se tornar novamente a “champ-champ” do UFC.

A filha de Amanda, Reagan, de 2 anos, estava no colo no momento do anúncio do resultado, mas logo teve que dar lugar aos dois cinturões que a Leoa voltou a ostentar juntos, com direito à conhecida corrida com os dois pelo octógono como já havia feito diante de Cris Cyborg.

Foto: Getty Images

– Sinceramente, sabia que quando a Leoa não pegasse sua presa na primeira vez, pegaria ela na segunda vez. E agora fiz história, sou a campeã dupla de novo! (…) A melhor coisa que fiz foi fazer minha academia. Sinto que lá estou segura, que posso crescer, e que se tenho pessoas dedicadas só para mim, posso ser ainda melhor. Era para fazer o mesmo na última luta, mas eu não estava pronta.

Amanda Nunes chega agora a 22 vitórias no MMA, onde tem cinco derrotas. O cenário para a próxima luta está em aberto, com uma possível trilogia com Julianna Peña, uma trilogia com Valentina Shevchenko ou uma defesa de cinturão nos penas.

Com informações do G1

Educação

ProUni: Inscrições para 2ª edição de 2022 começam na segunda-feira (1º); Programa priorizará bolsas para estudantes de escolas públicas

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Estudantes que almejam bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior poderão, a partir de segunda (1º), fazer inscrição na 2ª edição de 2022 do Programa Universidade para Todos (ProUni).

As inscrições vão até o dia 4 de agosto e podem ser efetuadas pelo site do ProUni. As bolsas oferecidas pelo programa são parciais (50%) ou integrais (100%). Dentre os requisitos, o estudante deve ter atingido média de 450 pontos em cada matéria do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ter tido nota superior a zero na prova de redação. Inscritos como treineiros no exame não poderão concorrer a bolsas do ProUni.

Os resultados serão divulgados em duas chamadas: a primeira será realizada em 8 de agosto; a segunda, em 22 de agosto. Os resultados estarão disponíveis online.

Novidades

Esta edição do ProUni trará algumas inovações. Dentre elas, inscrições que serão categorizadas como ampla concorrência ou ações afirmativas. A ordem de prioridade na chamada varia de acordo com a categoria da inscrição.

Outra mudança é a priorização de inscritos que cumpram os seguintes critérios (em ordem decrescente de relevância para a classificação):

» Sejam professores da rede pública de ensino (exclusivamente para os cursos de licenciatura e pedagogia destinados à formação do magistério da educação básica, se for o caso e se houver inscritos nessa situação);

» Estudantes que tenham cursado o ensino médio integralmente em escola da rede pública;

» Estudantes que tenham cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada (com bolsa integral);

» Estudantes que tenham cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada (com bolsa parcial ou sem bolsa);

» Estudantes que tenham cursado o ensino médio integralmente em instituição privada (com bolsa integral);

» Estudantes que tenham cursado o ensino médio completo em instituição privada (com bolsa parcial ou sem bolsa de estudos).

Renda

Para participar do processo o candidato deve preencher certos critérios, como as exigências de faixas de renda per capita. Veja na tabela:

Bolsa integral (100%): Até 1,5 salário mínimo
Bolsa parcial (50%): Até 3 salários mínimos

Segundo o Ministério da Educação, a classificação dos estudantes inscritos nos processos seletivos do ProUni considerará as notas obtidas nas duas últimas edições do Enem, imediatamente anteriores ao processo seletivo do ProUni para ingresso em curso de graduação ou sequencial de formação específica.

Com informações da Agência Brasil

Educação, Tecnologia

Lenovo e IMD vão construir centro de pesquisa em 5G na UFRN

 

A Lenovo, empresa multinacional de tecnologia, anuncia a construção de um novo centro de pesquisa e desenvolvimento voltado ao estudo da conexão 5G em parceria com o Instituto Metrópole Digital (IMD), no Parque Tecnológico Metrópole Digital (Metrópole Parque), dentro do campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) em Natal. O espaço, para o qual a Lenovo aplicará R$ 60 milhões, abrigará o quarto centro de pesquisas em 5G da companhia no mundo – os outros estão localizados na China, nos Estados Unidos e na França – e deve ficar pronto em aproximadamente 18 meses.

Além da estrutura física de cerca 8,6 mil m² no terreno destinado ao Metrópole Parque e aquisição de equipamentos, a assinatura do contrato prevê, ainda, a execução de dois projetos que visam estudar maneiras de otimizar o uso de redes de 5G, contando com a produção de conhecimento e a criação de softwares capazes de controlar e gerenciar dois aspectos fundamentais desse tipo de ecossistema: as redes de núcleo e as redes de rádio.

“A Lenovo está investindo cerca de R$ 60 milhões na construção de um centro de pesquisa em 5G com o objetivo de fortalecer o ecossistema e suportar o desenvolvimento de tecnologias a serem aplicadas nas mais variadas verticais da indústria”, afirma Hildebrando Lima, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Lenovo no Brasil. “Temos a missão de levar a tecnologia mais inteligente a todas as pessoas, e fazemos isso por meio do fornecimento de soluções inovadoras que só podem ser concebidas com investimento em pesquisa e desenvolvimento”, completa o executivo.

Para o Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), esse investimento representa o início de um importante crescimento de seu ecossistema de inovação, uma vez que essa será a primeira empresa global a se instalar no local. “Trata-se de uma ação de suma importância para o nosso Parque. A vinda de uma empresa como a Lenovo reforçará bastante a nossa imagem e abrirá um leque de oportunidades”, destaca Rodrigo Romão, diretor do Metrópole Parque.

“Formamos desde alunos do ensino fundamental até pós-graduandos. Temos uma infraestrutura com datacenter e grandes laboratórios. Nosso parque tecnológico conta com uma incubadora de bastante sucesso, que já graduou 15 empresas, uma delas a maior de TI do estado, e temos também uma importante diretoria de projetos. Tudo isso contribuiu para que o IMD ganhasse a credibilidade e atraísse essa importante iniciativa com a Lenovo”, avalia Ivonildo Rêgo, professor e diretor geral do IMD.

Tecnologia inteligente e inovação

As expectativas para a condução das pesquisas em 5G despertam interesse não apenas para a comunidade acadêmica como também para a sociedade local, cujo acesso à internet 5G deverá ser disponibilizado a partir de agosto, conforme previsão do Ministério das Comunicações e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Este será o primeiro centro de pesquisa 5G da companhia no país. “O Brasil tem um enorme potencial para alavancarmos diversas possibilidades com o 5G. Não apenas para aumentar a conectividade da população, como para desenvolver soluções tecnológicas inéditas em setores como cidades inteligentes, educação, telemedicina, varejo, entre outros”, destaca Lima. Uma pesquisa realizada este ano pela consultoria IDC diz que, nos próximos 12 meses, 22% dos brasileiros pretendem adotar planos de dados 5G e 42% acreditam que o 5G “vai transformar totalmente a forma como acessam a internet”.

Por outro lado, há um terreno fértil a ser explorado pelos brasileiros. Um outro estudo recente do IDC demonstra que a falta de entendimento sobre o real potencial do 5G pode gerar uma grande limitação às companhias no que se refere à evolução digital no Brasil. Segundo os dados levantados até o momento, mais de 80% das empresas brasileiras vislumbram somente oportunidades de conectividade, que é uma pequena parte do poder transformacional do 5G.

“A implementação do 5G pode ajudar a reduzir despesas operacionais trazendo maior automação de processos, reduzir latência na comunicação entre dispositivos, e assim melhorar a experiência do usuário, aprimorar a confiabilidade das informações e trazer mais inovação nos serviços, e novas pesquisas são necessárias para explorar o potencial desse ecossistema”, explica Hildebrando Lima.

Pesquisa e desenvolvimento como motor da inovação

A Lenovo apresentou recentemente sua visão ousada para este ano fiscal, que inclui a contratação de 12 mil profissionais de P&D em todo o mundo nos próximos três anos como parte de seu compromisso de dobrar o investimento em Pesquisa e Desenvolvimento.

No último ano fiscal, o investimento global em P&D cresceu 43% ano a ano, atingindo um recorde histórico superior a US$ 2 bilhões. O número de funcionários em P&D cresceu 48% em comparação ao ano anterior, ultrapassando 15 mil, com um em cada cinco funcionários da companhia trabalhando agora em P&D.

“Vemos o Brasil como um polo gerador de talentos em P&D. Nos últimos dois anos obtivemos 12 patentes internacionais para o portfólio global da Lenovo, fruto dos projetos de software e hardware em execução no nosso país”, menciona o executivo. Os investimentos são focados na nova arquitetura de TI, ou inteligência de rede de nuvem de ponta do cliente, e são equilibrados para otimizar entre retorno de curto, médio e longo prazo.

Parcerias

Para a prospecção das parcerias em andamento com a Lenovo, que agora visa a criação do centro de pesquisa em 5G, o IMD contou com a apoio da Sustentec, empresa especializada na captação de projetos de inovação, e também com a parceira da Fundação Norte-rio-grandense de Pesquisa e Cultura (Funpec).

As primeiras ações conjuntas entre o IMD e a Lenovo incluem dois projetos de Pesquisa e Desenvolvimento ainda em andamento, o Intelligence Network Manager System for 5G (InmS 5G) e o 5G Open Run Intelligent Controller (N Ric), ambos voltados ao estudo e desenvolvimento de soluções para otimização de redes 5G.

Para o coordenador de ambos os projetos, que atualmente continuam em andamento, o professor Augusto Venâncio, “o 5G é muito mais do que uma rede, é um ecossistema. Sua proposta é possibilitar a criação de um ambiente convergente, onde outras tecnologias podem ser desenvolvidas compondo, assim, um conjunto enorme de oportunidades bastante inovadoras”.

Sobre a Lenovo

A Lenovo (HKSE: 992) (ADR: LNVGY) é uma gigante global de tecnologia, classificada em 159º lugar na Fortune Global 500 com receita de US$ 70 bilhões, com 75 mil funcionários em todo o mundo, atendendo milhões de clientes em 180 mercados. Focada em uma visão ousada para oferecer tecnologia mais inteligente para todos, a Lenovo construiu seu sucesso como o principal player de PCs do mundo, expandindo-se para novas áreas de crescimento de infraestrutura, mobile, soluções e serviços. Essa transformação em conjunto com a inovação de mudança de mundo da Lenovo está construindo uma sociedade digital mais inclusiva, confiável e sustentável para todos, em todos os lugares. Para saber mais, visite o site da Lenovo e leia sobre as últimas notícias no StoryHub.

Novo centro de pesquisas do Metrópole Digital deve ficar pronto em 18 meses. Foto: Cícero Oliveira

 

Informações : Ascom IMD

Educação

Ministro da Educação afirma que troca no comando do Inep não impactará o Enem

 

O ministro da Educação, Victor Godoy, concedeu uma entrevista ao Jornal Jovem Pan nesta quarta-feira, 27, e falou sobre a mudança no comando do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Recentemente, Danilo Dupas deixou a presidência do órgão e o servidor Carlos Moreno assumiu a sua função. Godoy explicou que Dupas deixou o cargo por motivos pessoais e que o novo comandante “tem 38 anos de atuação no Inep” e conhece os processos mais importantes da área. O chefe da pasta ressaltou, ainda, que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não sofrerá nenhum impacto em decorrência da mudança.

“A prova está elaborada, já foi concluída e agora entramos na segunda fase de aplicação da logística. Temos a impressão das provas pelas gráficas, ela imprime e entrega aos Correios, que realizam a logística de distribuição até os locais de aplicação e as aplicadoras fazem a aplicação”, explicou.

Godoy também argumentou que a melhor maneira para combater a doutrinação ideológica é unir a ciência com políticas públicas de qualidade. “Assim conseguimos ter resultados educacionais de qualidade e enfrentar a linha ideológica”, pontuou.

Deu na Jovem Pan

Educação

Ministério da Educação anuncia saída de Danilo Dupas da presidência do Inep

 

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas, vai deixar o cargo. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Victor Godoy, nesta quarta-feira, 27, pelas redes sociais.

Segundo ele, a saída acontece “por motivos pessoais” e a pedido do próprio gestor, que estava à frente da instituição responsável pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde fevereiro de 2021.

“Agradeço por todo o trabalho realizado nesse período, que trouxe avanços importantes para a Autarquia”, escreveu Godoy no Twitter. A troca no comando do Inep acontece a cerca de três meses do Enem, marcado para acontecer em 13 e 20 de novembro.

O escolhido para substituir Danilo Dupas e assumir – interinamente – a presidência a partir de 1º de agosto é Carlos Eduardo Moreno Sampaio, servidor de carreira há 37 anos.

“Já ocupou diversas funções no Inep e conhece profundamente os processos, avaliações e exames da Autarquia”, mencionou o ministro, também nas redes sociais. Em nota do Ministério da Educação também informado que Moreno ocupa, atualmente, o cargo de diretor de estatísticas da autarquia, liderando processos como os censos da educação.

“O MEC agradece o trabalho realizado à frente do Inep e reforça que Moreno dará continuidade ao trabalho realizado”, acrescenta no comunicado da pasta.

Deu na Jovem Pan

Educação

Colégio da Neves comemora 90 anos de história com programação diversificada

Colégio Nossa Senhora das Neves completa 90 anos dia 5

 

O Colégio Nossa Senhora das Neves completa 90 anos de fundação em Natal no dia 5 de agosto de 2022. Para comemorar quase um século de existência, a instituição fundada em 1932 pelas Irmãs da Congregação das Filhas do Amor Divino contará com uma programação toda especial que começa a partir do domingo (31/7), com a Caminhada e Passeio Ciclístico da Família Neves, a partir das 7h, com concentração na Rua Olinto Meira em direção à Praia do Meio.

A abertura oficial das festividades começa na segunda (1º/8), com o Momento Cívico especial transmitido ao vivo pelo canal do YouTube, Colégio das Neves TV. No primeiro dia, ainda estão programadas a abertura da Expografia a partir das 8h30, e às 19h abertura do Baú de Memórias também transmitido pelo canal da escola no YouTube.

A vasta programação segue durante a semana com atividades religiosas, artísticas e culturais, como o Tríduo de Nossa Senhora das Neves, missa solene de Nossa Senhora das Neves, exibição do documentário e musical Neves 90 anos, lançamento da Revista Sempre Neves e apresentação da banda de música da Marinha.

O auge das comemorações acontece no encerramento, na sexta (5), com a festa dos 90 anos na Arena das Dunas, às 19h, tendo como atração a banda Circuito Musical e Pagode do Coxa. Um momento para alunos, ex-alunos, pais, professores e amigos Neves festejaram a vida longa da instituição que atua na educação pautada por valores como amor, cooperação e fraternidade.

 

História

O Colégio Nossa Senhora das Neves foi fundado e é administrado ainda hoje pela Congregação “Filhas do Amor Divino”, organização criada em 21 de novembro de 1868 por Madre Francisca Lechner, na Áustria. Através da liderança da Ir. Teresina Werner, os trabalhos na Província do Nordeste iniciaram em 1925, e em 1933 se firmou com a criação do Colégio Nossa Senhora das Neves, que veio com a missão educacional de formar cidadãos íntegros pautada em valores como amor, cuidado e resultados, o que transformou a instituição ao longo do tempo em uma das melhores do país, respeitada por suas tradições de fé, e à cultura potiguar.

Educação

UFRN, ONU e CNJ firmam cooperação para proteção do meio ambiente

Rio Negro - Portal Amazônia

 

Com o intuito de fortalecer as estratégias de proteção ao meio ambiente, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) firmaram cooperação, neste mês de julho, a fim de criar ferramentas de tecnologia da informação para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O coordenador do projeto e Corregedor da UFRN, Elias Jacob, explicou que o objetivo é elaborar mecanismos que auxiliem o Poder Judiciário na tomada de decisões para tutela do meio ambiente, com base na Ciência de Dados e na Inteligência Artificial.

A demanda pelo projeto surgiu devido à necessidade de retomada do controle das atividades ilegais ligadas ao desmatamento e outros crimes ambientais, como a invasão de terras públicas para agricultura, pecuária e especulação fundiária; extração ilegal de madeira; mineração ilegal; e outras práticas que causam danos ambientais, climáticos e socioeconômicos. Nesse sentido, com prazo previsto de 12 meses e financiamento pelo PNUD, o projeto terá a participação de docentes do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres), do Centro de Tecnologia (CT) e do Instituto Metrópole Digital (IMD) – setor que dará o suporte necessário para realização das atividades, por meio do Supercomputador do Núcleo de Processamento de Alto Desempenho (NPAD) e do Núcleo de Ciência de Dados e Inteligência Artificial.

O convênio foi firmado a partir de uma demanda do CNJ, que reconhece as Universidades brasileiras  como parceiras para os projetos planejados com o PNUD. “No caso específico da UFRN, contou a experiência da instituição na sua relação com o Poder Judiciário em diversos projetos de ensino, pesquisa, inovação e extensão. Com dois cursos de Direito e vários cursos voltados à área tecnológica, a Universidade tem expertise de sobra para juntar esses mundos”, explicou o professor Elias Jacob sobre a cooperação, que visa desenvolver ferramentas capazes de explorar dados jurídicos para combater a prática de crimes ambientais em todo o território nacional.

Os principais produtos da cooperação serão uma solução de inteligência artificial capaz de recomendar aos magistrados precedentes na área ambiental, buscando situações similares e permitindo maior uniformização dos julgamentos; dados tratados contendo o recorte de causas ambientais que já tramitaram no Brasil; ferramenta capaz de identificar os maiores réus em causas ambientais e poluidores em geral, a partir dos dados retirados do Banco Nacional de Dados do Poder Judiciário (Datajud);  solução de inteligência artificial capaz de ler textos jurídicos e identificar elementos importantes, como o tipo de crime cometido, o dano causado, o bioma envolvido, o valor da condenação e o uso da legislação nacional e internacional; além de uma solução de inteligência artificial capaz de prever os resultados de processos judiciais na área ambiental.

Informações da ASCOM/Reitoria

Educação

Universidade Potiguar (UNP) anuncia Cursos de Saúde na Unidade da Roberto Freire

A Universidade Potiguar (UnP) passa a ofertar sete cursos de Graduação da área de Ciências Biológicas e da Saúde na Unidade Roberto Freire, zona Sul de Natal. A novidade começa a valer a partir do semestre 2022.2.

As graduações são nas modalidades Presencial, Semipresencial e Live (com parte das aulas sendo digitais ao vivo e outra parte presencial).

Os novos cursos da Roberto Freire são: Educação Física (Presencial e Semipresencial); Estética e Cosmética (Presencial, semipresencial e Live); Fisioterapia (Presencial e Semipresencial); Nutrição (Presencial e Semipresencial); Biomedicina (Presencial, Semipresencial e Live); Farmácia (Presencial); e Enfermagem (Semipresencial).

Dessa maneira, o Campus Natal da UnP passa a contar com mais oportunidades de formação em Saúde, além das Unidades Salgado Filho e Zona Norte.

“A novidade vem para ampliar o leque de oportunidades para o público que quer ingressar no Ensino Superior, agregando valor aos demais cursos das áreas de Comunicação, Engenharia, Gestão e Negócios, já existentes da Unidade Roberto Freire”, afirma o diretor da UnP, Guilherme Guerra.

Educação

Sisu: prazo para a inscrição na lista de espera termina nesta segunda-feira (18)

Foto: John Pacheco/g1

Aqueles que não foram aprovados por meio da chamada regular do Sisu podem se inscrever na lista de espera até segunda-feira (16), às 23h59.

Para isso, o candidato precisa manifestar seu interesse em um dos dois cursos nos quais se inscreveu, no portal do programa. No entanto, esse recurso só pode ser usado pelo candidato que não foi aprovado em nenhum dos dois cursos escolhidos.

Os candidatos selecionados nesta etapa deverão ser convocados pela instituição de ensino a partir de 25 de julho.

Atenção: nem todos os cursos aderem à lista de espera. Isso acontece porque as vagas ofertadas nesta fase são aquelas que já existiam na chamada regular, mas não foram preenchidas por algum motivo.

Portanto, se todas as vagas forem devidamente preenchidas na chamada única, não haverá uma nova chamada.

Com informações do G1

Educação

UFRN é a única universidade nordestina entre as melhores na América Latina

267349

 

Nesta quinta-feira 14, foi divulgado o ranking da revista britânica Times Higher Education (THE). Universidade Federal do Rio Grande do Norte ocupa a 29º posição no ranking, é a única universidade nordestina nas 30 primeiras posições entre as instituições.

Apesar do Brasil está muito bem qualificado no ranking, a Pontifícia Universidade Católica do Chile foi a que ficou na liderança. Para a classificação são levados os seguintes critérios: ensino, pesquisa, citações, impacto internacional e receita da indústria (transferência de conhecimento). A Universidade de São Paulo (USP) continuou na segunda posição do ranking e sendo a melhor entre as brasileiras.

Além disso, outros países se destacaram no ranking, o Chile (30), Colômbia (29) e México (26).

 

Confiras as 30 melhores:

1º- Pontifícia Universidade Católica do Chile (Chile);

2º- Universidade de São Paulo (Brasil);

3º- Universidade de Campinas (Brasil);

4º- Universidade Federal de São Paulo (Brasil);

5º- Instituto de Tecnologia de Monterrey (México);

6º- Universidade Federal de Santa Catarina (Brasil);

7º- Universidade do Chile (Chile);

8º- Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Brasil);

9º- Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil);

10º- Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Brasil);

11º- Universidade Federal do Rio de Janeiro (Brasil);

12º- Universidade Estadual Paulista (Brasil);

13º- Universidade dos Andes (Colômbia);

14º- Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Brasil);

15º- Universidade de Brasília (Brasil);

16º- Universidade Nacional Autônoma do México (México);

17º- Universidade Federal de São Carlos (Brasil);

18º- Universidade Nacional da Colômbia (Colômbia);

19º- Universidade Federal de Viçosa (Brasil);

20º- Universidade Federal do Paraná (Brasil);

21º- Universidade das Índias Ocidentais (Jamaica);

22º- Universidade Federal do ABC (UFABC) (Brasil);

23º- Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Brasil);

24º- Universidade Federal de Lavras (Brasil);

25º- Pontifícia Universidade Javeriana (Colômbia);

26º- Universidade de Conceição (Chile);

27º- Universidade Federal de Santa Maria (Brasil);

28º- Universidade Austral do Chile (Chile) (=28);

29º- Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Brasil) (=28);

30º- Universidade Autônoma Metropolitana (México).

 

Informações do Estadão.