Notícias

Não foi na Bahia? Vulcão extinto pode ser local de ‘descoberta’ do Brasil

Foto: Ney Douglas

 

Diversos historiadores e pesquisadores afirmam que o pico do Cabugi, o único vulcão extinto no Brasil que conserva sua forma original, foi o ponto no qual os primeiros portugueses que chegaram ao país avistaram em 1500, um fato que por séculos é atribuído ao Monte Pascoal, na Bahia.

Reinventando o descobrimento

Localizado perto do litoral de Rio Grande do Norte, no extremo nordeste do país, o pico do Cabugi é o único dos vários vulcões inativos que mantém sua forma intacta e seu nome se tornou mais conhecido no país atualmente por conta dessa reivindicação histórica.

O primeiro a levantar essa hipótese foi o pesquisador Lenine Barros Pinto, professor da Universidade Federal do de Rio Grande do Norte, que publicou em 2012 o livro “Reinvenção do Descobrimento”, no qual afirma que Cabugi é o Monte Pascoal e que o município vizinho de Touros corresponde à cidade de Porto Seguro.

Apesar das teorias que indicam que o português Duarte Pacheco Pereira avistou, sem tocar terra, o que hoje é o Brasil em 1498, e o espanhol Vicente Yáñez Pinzón teria chegado à costa de Pernambuco em 26 de janeiro de 1500, o descobrimento é atribuído a Pedro Álvares Cabral em 22 de abril daquele mesmo ano.

Pedro Álvares Cabral era um dos comandantes da expedição portuguesa de Vasco da Gama que buscava uma rota diferente para chegar à Índia, circundando o continente africano, e, de acordo com os relatos históricos, avistou primeiro o Monte Pascoal e depois desembarcou onde hoje fica a cidade de Porto Seguro.

Deu no UOL

Notícias

Litoral potiguar tem 11 pontos impróprios para o banho

Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

 

O boletim de balneabilidade do programa Água Azul apontou que 11 pontos do litoral potiguar estão impróprios para banho neste fim de semana. O estudo é divulgado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema).

Segundo o boletim, outros 22 trechos analisados estão próprios para banho. Ao todo, foram coletadas e classificadas 33 amostras de água em pontos distribuídos na faixa costeira dos municípios de Extremoz, Natal, Parnamirim e Nísia Floresta.

Os locais não recomendados para os banhistas são:

  • Praia da Redinha (Rio Potengi);
  • Praia de Areia Preta (Praça da Jangada);
  • Praia do Meio (Iemanjá);
  • Praia do Forte;
  • 3 pontos de Ponta Negra (Morro do Careca, Rua C.G. Teixeira – Escadaria e Rua M.S. Medeiros);
  • Via Costeira (Cacimba do boi)
  • Foz do Rio Pirangi, em Nísia Floresta
  • 2 pontos do Rio Pium (Ponte Nova e Balneário Pium), em Parnamirim.

A base dos dados analisa a quantidade de coliformes termotolerantes encontrados nas águas. Segundo o Idema, a classificação tem por base as normas estabelecidas na Resolução n.º 274/2000 do Conselho Nacional do Meio Ambiente – Conama.

O estudo é uma parceria entre o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) e a Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

Deu no g1-RN

Notícias

Atraso em obras de reservatórios causa prejuízos a municípios do RN

Foto: Divulgação

 

As chuvas que têm banhado o RN nos últimos meses podem significar a garantia de segurança hídrica para muitas cidades do interior. No entanto, em algumas delas, a esperada autonomia do abastecimento de água não será alcançada, em virtude da demora na conclusão de barragens por parte do Governo do RN.

Barragens como a Passagem das Traíras e a de Oiticica teriam a capacidade, caso concluídas, de garantir água diretamente para cerca de 360 mil potiguares, segundo dados da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Sem as obras, a água não poderá ser completamente armazenada nesses reservatórios, prejudicando o cotidiano e a economia nessas regiões.

A demora na recuperação da barragem Passagem das Traíras, iniciada em 2020, tem gerado prejuízos para as cidades de São José do Seridó e Jardim do Seridó, em áreas como a agricultura e o abastecimento de água. “A perda é incalculável com a demora dos serviços”, diz Amazan (PSD), prefeito de Jardim do Seridó. A Semarh informou que os trabalhos serão finalizados no final de junho deste ano. Outra obra aguardada é a da Barragem de Oiticica, prevista para ser entregue no próximo semestre.

Deu na Tribuna do Norte

Notícias

RN registra chuvas de até 69 mm em 24h, aponta Emparn

Foto: Divulgação/Emparn

 

O Rio Grande do Norte registrou chuvas de quase 70 mm nas últimas 24h. O maior acumulado foi registrado na cidade de Rio do Fogo, na região Leste do Estado, com 69 mm. Na sequência, aparecem Nísia Floresta (51mm) e Canguaretama (40.6mm). Os dados são do boletim pluviométrico da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado (Emparn) e correspondem ao período das 7h de sexta-feira (19) até às 7h deste sábado (20).

Além do Leste do Rio Grande do Norte, as demais regiões apresentaram acumulados superiores a 20 mm. No Oeste do Estado, o maior volume foi identificado em Martins, com 30 mm. Já na Central Potiguar, as maiores chuvas aconteceram em Angicos, que acumulou 29.2 mm nas últimas 24h.

No Agreste do Estado, os maiores volumes foram em Jandaíra (22.2mm) e Lagoa Salgada (20.4mm), enquanto as demais cidades da região aparecem com acumulados inferiores a 8 mm e outras não tiveram registros de chuvas.

Ao todo, o boletim da Emparn identificou 40 estações com chuvas e 25 sem chuvas. Outras 228 não tiveram contato.

Deu na Tribuna do Norte

Notícias

FALTA POUCO: barragem de Umari, em Upanema, está com 96,81% da capacidade total

Foto: reprodução/Igarn

 

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula, neesta sexta-feira (19), 283.461.651 m³, percentualmente, 96,81% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. Faltando apenas 31 centímetros para o reservatório completar 100% da sua capacidade. A última vez que o reservatório sangrou foi em 09 de abril de 2023.

Outros reservatórios

O maior reservatório do RN, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, acumula o percentual de 76,21%. Segundo o Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn), esse é o maior número registrado desde 2012.

Já a Barragem Santa Cruz do Apodi está com 472.033.500 m³, do total de 599.712.000 m³, percentualmente, 78,71% da sua capacidade total.

Deu no Ponta Negra News

Notícias

RN confirma primeira morte por dengue em 2024

Prefeitura intensifica combate à dengue em Natal com pulverização de inseticida (fumacê) - Foto: SMS / Reprodução
Foto: SMS / Reprodução

 

O Rio Grande do Norte registrou a primeira morte causada por dengue em 2024. A morte aconteceu em março e a confirmação da causa se deu nesta sexta-feira (19) pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).

A vítima é uma mulher que morava em Itaú, no Alto Oeste potiguar, e ficou internada no hospital de Pau dos Ferros.

De acordo com o último boletim epidemiológico, o RN tem 15.183 casos prováveis de dengue, sendo 2.281 já confirmados.

O número de casos prováveis este ano já é maior do que o registrado em todo o ano de 2023, quando foram contabilizadas 12.048 ocorrências.

Deu no Portal da 98

Notícias

Sancionada lei que cria 180 cargos para o Idema

Foto: Reprodução

 

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema) agora conta com mais 180 novos cargos criados de provimento efetivo. As vagas foram aprovadas por meio da Lei Complementar Nº 751, sancionada pelo Governo do Estado nesta sexta-feira (19), e serão ocupadas por meio de concurso público. O salário inicial dos profissionais será de R$ 4.882,69 e pode chegar a R$ 7.655,42 por meio da progressão de carreira. As informações constam no Diário Oficial do Estado (DOE).

Das 180 vagas criadas, 113 são para Analista Ambiental; 27 voltadas aos cargos de Analista Administrativo e 40 para Fiscal Ambiental. Para cada uma das oportunidades, o profissional precisa ter diploma de curso superior ou habilitação equivalente com formação nas áreas indicadas. Além disso, nos casos especificados no edital normativo do concurso, registro em Conselho de Classe (se houver).

Em relação ao cargo de Analista Ambiental, especialmente, a atuação dos profissionais terá foco na execução, coordenação e supervisão da Política Estadual do Meio Ambiente do Rio Grande do Norte. Entre as atividades inclusas, estão regular, controlar, licenciar e avaliar impactos ambientais e auditoria ambiental, além de definir padrões e parâmetros para o monitoramento ambiental.

Já o Analista Administrativo será responsável pelo exercício de todas as atividades administrativas e logísticas relativas às competências legais a cargo do Idema/RN. O Fiscal Ambiental, por sua vez, será responsável por demandas relacionadas ao exercício do poder de polícia ambiental a cargo do Instituto, a exemplo de fiscalizar e promover monitoramento sistemático de atividades potencialmente poluidoras autorizadas e/ou licenciadas.

A norma passa a vigorar nesta sexta-feira, considerando sua data de publicação.

Deu na Tribuna do Norte

Notícias

MST ocupa antiga usina açucareira em Ceará-Mirim em 2º invasão no RN nesta semana

Ocupação do MST em área de antiga usina açucareira de Ceará-Mirim - Foto: MST / Reprodução
Foto: MST / Reprodução

 

Militantes ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) ocuparam na noite desta terça-feira (16) mais uma área da antiga Companhia Açucareira do Vale do Ceará-Mirim, na Grande Natal. As terras pertencem atualmente à Prefeitura de Ceará-Mirim. A nova invasão foi batizada de Acampamento Vicente Alves e se soma a outros acampamentos do MST no complexo da antiga usina açucareira.

Esta é a segunda invasão feita pelo MST no Rio Grande do Norte nesta semana. A outra aconteceu na terça-feira (16) em uma fazenda de 2 mil hectares no município de Santa Maria. As ações fazem parte do “Abril Vermelho”, um mês dedicado a invasões por todo o País.

Notícias

Gasolina do RN fica R$ 0,73 mais cara do que a da Paraíba

Foto: Adriano Abreu

A gasolina vendida na Refinaria potiguar Clara Camarão, administrada pela 3R Petroleum, está R$ 0,73 mais cara do que o preço praticado no estado vizinho da Paraíba. Essa diferença ocorreu após o recente reajuste por parte da 3R, que vende o litro do combustível às distribuidoras por R$ 3,43, enquanto que a refinaria da Petrobras, em Cabedelo, comercializa o produto por R$ 2,70. Esse é um dos fatores apontados como justificativa para os potiguares pagarem por uma das gasolinas mais caras do Brasil, segundo último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Brasil (ANP).

De acordo com o último levantamento, feito entre os dias 07 e 13 de abril, a gasolina comum no Estado registrou preço médio por litro nas bombas de R$ 6,07, ficando no ranking dos cinco mais caros do Brasil, ao lado de Acre (R$ 6,84), Rondônia, e Amazonas (R$ 6,34) Roraima (R$ 6,15) e igual a Sergipe. Além disso, o RN também registrou preço médio por litro da gasolina aditivada a R$ 6,17 (6ª mais cara do Brasil e mais cara do Nordeste) e a R$ 4,90 (2º mais caro do Brasil).

Na semana passada, a 3R Petroleum aumentou o preço da gasolina e do diesel comercializados na refinaria, aumentando oito centavos. Com isso, o litro passou a custar R$ 3,436. Já o Diesel A S500 teve um acréscimo de seis centavos, ficando em R$ 3,497.

O especialista e economista Ricardo Valério, aponta que o fato da refinaria Clara Camarão ser privatizada explica a “carestia” dos preços no estado em relação aos vizinhos. “O único fator é a empresa privada que tem a liberdade de mercado para praticar o preço de sua conveniência para segurar a margem de lucro desejada. Hoje em dia, somente isso, é que é responsável pela carestia no RN”, afirma.

Segundo o presidente do Sindicato dos Revendedores de Postos de Combustíveis do Rio Grande do Norte (Sindipostos-RN), Maxwell Flor, ainda não é possível afirmar se os preços já foram repassados para os clientes com os últimos reajustes. “A 3R faz esses reajustes semanais, então os postos, em alguns deles se absorve e em outros não, é muito dinâmico. Depende do estoque de cada posto e das vendas. Se o movimento está fraco e as vendas baixas, o revendedor acaba absorvendo esse reajuste para poder segurar e conseguir melhorar”, explica.

Em relação aos preços dos combustíveis no Rio Grande do Norte, a 3R Petroleum disse em nota que necessita importar gasolina, de forma a não desabastecer os postos do Estado, uma vez que a Refinaria Clara Camarão não detém capacidade para produzi-lo. “Assim, a Companhia o adquire no mercado ao preço de referência internacional, que é sensível a flutuações do dólar, a variações do Brent e a custos logísticos incidentes até a chegada do produto aos postos. Portanto, o preço encontrado pelo consumidor nas bombas reflete toda uma cadeia de produção inescapavelmente conectada às cadeias globais de valor em que a Companhia está inserida”, informou.

Deu na Tribuna do Norte

Notícias

Pré-candidata a prefeita Natália Bonavides diz que recriar imposto é “bom para todo mundo”

 

A deputada federal Natália Bonavides, pré-candidata do PT a prefeita de Natal, falou nas suas redes sociais porque votou a favor da recriação do antigo imposto DPVAT, agora rebatizado como SPVAT – Seguro Obrigatório para Proteção de Vítimas de Acidente de Trânsito.

Segundo a petista, a volta do imposto “é bom para todo mundo”.

Por fim, alega que o SPVAT, “se protege motoristas, passageiros e pedestres, é bom pra todo mundo”.