Cidade, Eleições 2024

Álvaro explica o motivo por apoiar Paulinho Freire: “Caminho difícil, mas o melhor”

Foto: Magnus Nascimento

 

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (Republicanos) disse que a decisão de apoiar a pré-candidatura do deputado federal Paulinho Freire (União) para liderar a chapa majoritárias às eleições de outubro, foi o “caminho mais difícil”, em virtude de duas pesquisas de opinião pública, que tem em mãos, apontarem uma queda nas intenções de votos dos natalenses em favor do parlamentar, apesar de que a campanha eleitoral só começa em agosto.

Álvaro Dias ainda admitiu na Jovem Pan News Natal, na manhã de sexta-feira (3), que o apoio ao ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, seria mais fácil. “Paulinho estava caindo, como estava decidido apoiá-lo, sabia que era o caminho mais difícil e mais complicado mas é o melhor para Natal”. Dias declarou também que “resolveu antecipar por causa disso” o apoio ao deputado Paulinho Freire: “Eu só iria anunciar daqui a 15 dias, mas entendei que estava no momento, porque acho que se parou de falar e ele saiu de evidencia”.

O chefe do Executivo afirma ter certeza que Paulinho Freire é o melhor nome para Natal e irá “reverter o quadro adverso e ser o futuro prefeito, até porque nosso jogo é limpo, é democrático, aberto, livre e espontâneo, por isso estamos provocando o debate sobre Natal, mais importante que o presente é o nosso futuro, não podemos correr o risco de retroceder, precisamos recuperar o tempo perdido com a eleição de Paulinho Freire”.

O prefeito Álvaro Dias reiterou que um dos principais motivos para ter escolhido apoiar a pré-candidatura de Paulinho Freire foi a sua postura do deputado federal com relação ao Plano Diretor de Natal, enquanto foi vereador e também o apoio que o parlamentar deu à gestão durante seu mandato em Brasília.

Como já havia afirmado por ocasião do anúncio do apoio a Freire, na sede do Republicanos quinta-freira (2), Álvaro Dias entende que Paulinho Freire tem articulação em Brasília para conseguir recursos que viabilizem a finalização de obras em andamentos que ficarão para o próximo gestor: “Ele conhece os caminhos de Brasília para conseguir os recursos para finalizar as diversas obras que deixaremos em andamento e viabilizar recursos para continuar a nossa gestão de avanços”.

Segundo Dias, a escolha da secretária municipal do Planejamento, Joanna Guerra, como pré-candidata à vice foi uma decisão do próprio Paulinho, que entendeu que por ser uma técnica e participado da gestão e conhecer a fundo os projetos, tendo participado da elaboração e encaminhado todos eles, iria contribuir com a gestão dele, em sendo eleito prefeito.

“Acredito que Paulinho Freire tem todos os predicados de fazer com Natal continue avançando, devo muito ao sucesso da minha gestão, conforme aprovação pelas pesquisas de opinião, aos novos projetos e liberação de recursos em Brasília”, voltou a dizer Dias.

GESTÃO

O prefeito Álvaro Dias também falou sobre o que tem feito para Natal continuar avançando, principalmente depois que entrou em vigor o novo Plano Diretor, vez que o anterior impediu o avanço de Natal por 15 anos devido às restrições impostas e limitação para construções.

“Nossa orla urbana era uma das mais feias do Brasil e estamos mudando com os investimentos que estamos realizando. Complexo da Redinha, que está quase finalizado, a engorda de Ponta Negra, que deve começar em breve, e estamos mudando a cidade. O novo Plano Diretor de Natal é um plano avançado que tem permitido o desenvolvimento da cidade do Natal”, avaliou o prefeito. O prefeito citou, como exemplos os empreendimentos que estão sendo viabilizados no entorno da praça Pedro Velho (Praça Cívica), sendo que as novas edificações que estão em curso na cidade geraram 16 mil empregos diretos e vão, ao todo, trazer R$ 1,8 bilhão em investimentos na cidade.

Para o prefeito, o ex-prefeito Carlos Eduardo tem responsabilidade pelo “engessamento” da cidade: “Isso é estatisticamente comprovado. Durante as discussões do Plano Diretor se demonstrou que Natal perdeu 300 mil habitantes para os municípios vizinhos pelas dificuldades de se construir novos prédios. Não podemos permitir que Natal volte para o atraso. O Plano Diretor passou 15 anos sendo o mesmo, criando obstáculos, estagnando o avanço, não permitindo novos investimentos e empreendimentos.

Paulinho abre espaço para suplente

Primeira suplente de deputada federal, Carla Dickson deverá voltar ao Congresso Nacional a partir do meio do ano, assumindo a cadeira do deputado Paulinho Freire (União Brasil), que confirmou que vai se licenciar do mandato para cuidar de sua pré-campanha a prefeito de Natal. “Eu já tinha decidido me afastar no começo de julho, mas poderei antecipar agora para o começo de junho, não é segredo que venha me afastar”, adiantou Freire.

O deputado declarou que depende, ainda, de algumas pendências a resolver em Brasília, inclusive acompanhando o prefeito Álvaro Dias para a liberação de recursos nos Ministérios. “Do jeito que o prefeito está fazendo tantas obras, a gente tem que estar ao lado dele para conseguir, junto com o seu partido, trazer recursos para Natal”.

Paulinho Freire disse que sua companheira de União Brasil “se eu chegar a me eleger, continuará com o trabalho em Brasília”, porque se precisa também dar continuidade a gestão municipal: “Eu poderia muito bem ficar como deputado federal, estou muito bem em Brasília, mas eu quero servir a Natal, por tudo que Natal já fez comigo, chegou a hora de eu também retribuir, de eu servir a minha cidade”.

A suplente Carla Dickson assumiu cadeira de deputada pela primeira vez na Legislatura 2019-2023, a partir de 17 de Junho de 2020, quando o ex-deputado Fábio Faria havia se licenciado do mando para assumir a pasta das Comunicações, no então governo do presidente Jair Bolsonaro, tendo chegado a exercer a função de líder do governo. Afastou-se, em 22 de Dezembro de 2022.

Em 2022, Carla Dickson ficou em 13º lugar geral na eleição para a Câmara dos Deputados, com 43.191 votos, atrás dos companheiros de Paulinho Freire, 77.906 votos e do deputado federal Benes Leocádio, 100.693 votos.

Deu na Tribuna do Norte

 

Eleições 2024, Política

Deltan Dallagnol desiste de concorrer à Prefeitura de Curitiba nas eleições de 2024

 

O ex-deputado federal e ex-procurador da República  (Novo) desistiu de concorrer à Prefeitura de Curitiba nas eleições deste ano. Nesta sexta-feira, 3, o partido informou que “não prosseguirá” com a pré-candidatura do ex-parlamentar, que havia sido anunciada em janeiro. “Depois de muito orar e refletir, sinto que minha missão neste momento vai além de Curitiba e que posso contribuir de modo mais amplo para a renovação política, ajudando a formar e eleger bons candidatos Brasil afora. Servir nunca foi ou será sobre ocupar um cargo. Não buscamos um cargo, mas uma transformação. O cargo é apenas um possível meio ou instrumento. Servir é sobre fazer a maior e melhor diferença onde ela é mais necessária. É sobre dar a sua melhor contribuição e eu entendo que a minha agora é essa”, disse o ex-deputado. Deltan concluiu a mudança do Podemos para o Novo em setembro de 2023 para assumir o cargo de embaixador nacional da legenda. Ele recebe R$ 41 mil pela função.

O Novo teve o maior número de filiações em um único mês no partido desde junho de 2019, logo após a chegada do ex-deputado federal. Foram 1.720 novos membros registrados em outubro, um mês após a chegada dele. Em novembro, ele falou que poderia ser candidato à prefeitura da capital paranaense. “Vamos para a linha de frente dessa batalha junto com a população guerreira da República de Curitiba, que sempre apoiou a Lava Jato”, disse Deltan, em referência à operação que lançou seu nome nacionalmente. “O Novo está em primeiro lugar nas pesquisas e tem excelentes nomes que podem ser lançados.” Em 2022, Deltan foi eleito o deputado federal mais votado do Paraná, com 344.917 votos. No entanto, ele foi cassado em maio pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em decisão unânime, e exerceu a função, pela última vez, nos primeiros dias de junho. A decisão da Corte Eleitoral poderia ter efeitos neste ano. Em setembro do ano passado, quando se filiou ao Novo, o ex-deputado foi questionado sobre a perda de seus direitos políticos. Na ocasião, Deltan Dallagnol disse que, segundo vários juristas, ele não perdeu a capacidade de concorrer, uma vez que somente a candidatura foi anulada. Uma corrente majoritária de entendimento, porém, o considera inelegível por oito anos. Caberá à Justiça Eleitoral definir sobre a questão no momento de uma eventual tentativa de concorrer.

Deu no Estadão

Eleições 2024

Prefeito Álvaro Dias garante apoio a Paulinho Freire para ser seu sucessor na Prefeitura de Natal

Álvaro Dias chega na coletiva, na sede dos Republicanos, com o amigo e candidato a prefeito Paulinho Freire Foto: Divulgação

 

O prefeito de Natal Álvaro Dias já escolheu quem será o seu candidato a prefeito de Natal: o escolhido é o Deputado Federal Paulinho Freire ( União Brasil) .

O prefeito chegou na coletiva marcada na sede dos Republicanos acompanhado do escolhido Paulinho Freire, o que promete colocar fogo na campanha para prefeito da Cidade do Sol.

Com a escolha do seu preferido, Álvaro Dias praticamente leva a campanha de outubro próximo para o segundo turno.

Resta saber agora quem deve ir ao 2º turno com o ex-prefeito Carlos Eduardo.

Uma coisa é certa: Paulinho Freire entra definitivamente  no páreo, a partir de agora, e sua campanha deve receber inúmeras  adesões com o apoio anunciado hoje pelo atual prefeito de Natal.

 

Eleições 2024

Álvaro Dias convoca coletiva e deve anunciar apoio a Paulinho Freire

Foto: Magnus Nascimento

 

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (Republicanos), vai conceder uma entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (2) e deverá anunciar quem será seu candidato à sucessão no Município. O prefeito deve anunciar o apoio ao deputado federal Paulinho Freire (União Brasil).

Depois de desistir de lançar a candidatura de Joana Guerra à Prefeitura, Álvaro Dias confirmou que analisava se apoiaria a candidatura de Carlos Eduardo (PSD) ou de Paulinho Freire. De acordo com interlocutores, a decisão do prefeito de Natal foi de seguir ao lado de Paulinho Freire.

Álvaro e Paulinho Freire eram aliados durante a passagem do então vereador pela Presidência da Câmara Municipal do Natal, onde o comandante do Legislativo atuou em prol de diversas pautas de interesse do Executivo, incluindo o Plano Diretor de Natal.

Há ainda a expectativa de que, na entrevista coletiva, o prefeito de Natal também faça o anúncio sobre quem será o indicado como vice na chapa de Paulinho Freire. A tendência é que Joana Guerra ocupe o lugar na chapa.

Deu na Tribuna do Norte

Eleições 2024

PESQUISA SETA/ BG/ NATAL ESTIMULADA: Carlos Eduardo lidera com 36%, Paulinho e Natália empatam com 13% e Rafael Motta 4%

Paulinho Freire cresce e já empata com Natália em nova pesquisa estimulada para prefeito de Natal .

Na nova PESQUISA SETA/ BG/ NATAL  para a Prefeitura de Natal, Carlos Eduardo aprece com 36,1% das intenções de voto, em segundo lugar um empate técnico entre Paulinho Freire com 13,8% e Natalia Bonavides com 13,6%, seguidos por Rafael Motta com 4,6% e Joana Guerra 0,9%.

28,1% votariam branco ou nulo e 2,9% não sabem.

A pesquisa foi realizada entre os dias 3 e 4 de abril, com 800 entrevistados, margem de erro de 3,5%. A pesquisa foi registrada no TRE-RN com o número RN 01739/2024.

Deu no Blog do BG

Eleições 2024, Política

Sob pressão do PT, PSB vai avaliar Rafael para eleição

 

O presidente estadual do PSB e pré-candidato a prefeito de Natal, o ex-deputado federal Rafael Motta deverá ter uma definição do seu destino político depois de 11 de abril, quando haverá uma reunião da Comissão Executiva Nacional (CEN) do partido, em Brasília, para discussão de questões relativas às eleições municipais de 2024 e o quadro geral de candidaturas.

Mas em Natal, o ex-deputado Rafael Motta trava luta de bastidores com o PT nacional, que tenta junto ao presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, viabilizar apoio à pré-candidatura da deputada federal Natália Bonavides (PT).

“Soube através das entrevistas concedidas pela deputada Natália. Ainda não tivemos nenhuma conversa, mas a deputada sinalizou para a possibilidade de um diálogo”, ponderou Motta, que vinha adotando um tom mais agressivo em relação a sua postura de viabilizar uma chapa majoritária socialista em Natal.

“Estamos em um momento de anúncio e fortalecimento da pré-candidatura a prefeito, até o período das convenções teremos tempo suficiente para definição sobre nomes que possam ocupar o cargo de vice-prefeito (a) compondo o grupo”, disse ainda o ex-deputado, que, neste momento, “trabalha na montagem da nominata de vereadores. Vamos seguir um passo de cada vez”.

Motta adiantou que “o diálogo com o PSB nacional e com o presidente Carlos Siqueira é constante. De lá recebemos estímulo à nossa pré-candidatura a prefeito e orientação para articular com os partidos que compõe a base do governo federal”.

Segundo Motta, o PSB em Natal tem autonomia para dialogar com partidos – “nem há necessidade de liberação. Política é diálogo. Além disso, dialogar faz parte da nossa essência. É através do diálogo que vamos construir a Natal que queremos”.

“Estamos abertos aos partidos que se alinham ao projeto de Governo de Lula/Alckmin”, disse o ex-deputado, que ainda aguarda um possível apoio do prefeito Álvaro Dias: “O Republicanos é um dos partidos que compõe a base do governo e que o PSB está aberto ao diálogo”.
Rafael Motta tem dito que o presidente Carlos Siqueira vem estimulado a valorização dos quadros jovens do partido através de pré-candidaturas, como são os casos de Tabata Amaral, em São Paulo, e Duarte Jr, em São Luís, no Maranhão, e Cássia Andrade, em Belém: “Estamos em construção de um projeto com apoio do PSB e vamos seguir com ele”.

Motta já disse que Natália tem teto e muita rejeição

Anteriormente, o ex-deputado Rafael Motta havia direcionado criticas à pré-candidatura da deputada petista Natália Bonavides, como foi publicado em 5 de março, na TRIBUNA DO NORTE: “Apesar da Natália ter uma intenção de voto maior, ela meio que chegou em um teto. E o problema é que ela tem muita rejeição. Em um provável segundo turno, é arriscado haver uma derrota dependendo do adversário”.

A estocada mais recente de Motta ocorreu no começo da semana (terça, 26), em entrevista na 91 FM: “Política se faz através de aproximação, através de convencimento, através de parcerias. Fico até surpreso com essa forma que a pré-candidata Natália está adotando, se for o que está acontecendo realmente, de buscar uma pressão nacional para tentar emparedar o PSB local para obrigatoriamente votar por A, B ou C, ou deixar o projeto de Rafael Motta de lado, para apoiar o projeto tal. Não sou homem público de trabalhar dessa maneira, de ser emparedado. Gosto muito da deputada Natália, mas me surpreende se a personalidade dela estiver sendo dessa forma de imposição”.

Informações da Tribuna do Norte