Pets

Zoonoses de Parnamirim marca presença na 5ª edição do Social Pet

 

A equipe da Unidade de Vigilância em Zoonoses da Prefeitura de Parnamirim marcou presença na 5ª edição da feira de pets e artesanato Social Pet, realizada no último sábado (3), no estacionamento da Leroy Merlin. O evento acontece uma vez por mês.

A cada edição, é possível conferir as novidades mais recentes do setor pet, dançar, adotar um bichinho, adquirir peças de artesanato características e – não menos importante – cuidar da saúde dos animais de estimação. Aliás, a atuação dos servidores parnamirinenses atendeu essa demanda com a aplicação da vacinação antirrábica. 

Foi possível imunizar gatos e cachorros com pelo menos 3 meses de idade. Durante a feira, as famílias de 13 cães e 1 gatinho ficaram mais tranquilas, depois de terem seus animais protegidos contra a raiva.

 

.

 

Pets, Política

Causa animal tem avançado em Parnamirim

 

Após forte mobilização da causa animal, através do mandato do vereador Michael Borges (PSDB), tramita na Câmara Municipal de Parnamirim o Projeto de Lei nº 85/2023, que regulamenta a política de castração gratuita de cães e gatos, no município de Parnamirim.

A execução desse Projeto só será possível graças à ação inédita do parlamentar, que destinou R$ 398.508,81, valor total dos recursos de suas Emendas Impositivas.

Paralelo a tramitação do Projeto de Lei nº 85/2023, a prefeitura abriu, no último dia 09 de maio, a chamada pública para pesquisa mercadológica com objetivo de contratar empresa especializada no serviço de castração de cães e gatos.

Segundo o vereador Michael Borges, essas ações são um avanço em prol do direito dos animais e da saúde pública de Parnamirim: “Essa será a maior conquista da Causa Animal, rumo à implementação de políticas públicas para os animais em nosso município. O controle populacional é de suma importância à garantia do direito dos animais e da saúde pública, por isso precisamos iniciar as castrações o mais rápido possível.”

Pets, Saúde

Associação de proteção aos animais do RN pede SOCORRO

 

A associação de proteção aos animais do RN (Aspan) aproveita o mês de prevenção contra a crueldade animal , o Abril Laranja , para pedir socorro e ajuda para continuar realizando um trabalho voluntário em prol da saúde dos animais no nosso estado.

A organização não governamental vive de doações, sendo assim precisa de recursos para manter os seus serviços de proteção aos animais.

Quem puder ajudar é só fazer um pix de R$ 5 ou R$ 10 e depositar na conta abaixo:

 

Pets

Câmara de Parnamirim realiza o Abril Laranja Pet

Com o objetivo de conscientizar e alertar maus-tratos contra os animais, a Câmara de Parnamirim realiza, nesta sexta-feira (28), a campanha Abril Laranja, em parceria com diversas entidades de proteção aos animais.

O “Abril Laranja Pet” vai acontecer das 16h às 19h, em frente à Casa Legislativa, e contará com desfile dos animais, votação e medalha aos três primeiros colocados, além de exposição com artesãos de produtos Pets. Também será promovida a adoção de animais, pelo Dádiva Núcleo de Cura Animal, e campanha de vacinação, com o Centro de Zoonoses. Além disso, durante o evento, serão realizados sorteios, em parceria com petshops e distribuidoras.

Pets

Clínica-Escola de Medicina Veterinária da UnP tem vagas para pets em Natal

 

O Centro Médico Veterinário (CMV) da Universidade Potiguar, em Natal, segue com atendimentos voltados para cães e gatos. Os serviços oferecidos incluem consultas em diferentes áreas, exames e cirurgias. O espaço funciona das 8h às 18h, por ordem de chegada, com admissão de pacientes das 7h30 às 17h.

Os tutores podem levar os pets para atendimentos de Clínica Médica de Pequenos Animais, Cirurgia de Pequenos Animais, Fisioterapia, Dermatologia, Exames Laboratoriais e Exames de Imagem.

A iniciativa funciona em caráter educacional e integra as atividades do Centro Médico Veterinário (CMV) da UnP, primeira clínica-escola de saúde animal da Região Metropolitana.

 

Sobre o CMV

O Centro Médico Veterinário da UnP é a primeira Clínica-Escola da Grande Natal que atende animais domésticos de pequeno e médio porte. Instalado na Unidade Salgado Filho, o CMV está em uma das principais avenidas da capital, próximo a um dos cruzamentos mais movimentados da cidade, com acesso fácil a paradas de diversas linhas de ônibus e serviços de aplicativos.

O CMV é uma estrutura acadêmica que, na UnP, atende às áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão. É um recurso obrigatório pelas Diretrizes Curriculares do Curso de Medicina Veterinária, estabelecidas pelo MEC.

A Clínica-Escola é um espaço acadêmico de prática, com atendimento aberto à comunidade. Os atendimentos não são gratuitos, mas por se tratar de um serviço acadêmico possui uma política de preços diferenciada. Aqueles que desejarem saber mais informações podem se dirigir pessoalmente ao Centro Médico Veterinário ou entrar em contato pelo número 4009-1466.

Pets

Tarcísio sanciona lei que obriga veterinários a notificar maus-tratos de animais

Tarcísio sanciona lei que obriga veterinários a notificar maus-tratos de animais

 

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), sancionou na sexta-feira (17) uma lei que obriga estabelecimentos de atendimento veterinários a notificar à Polícia Civil casos constatados ou indícios de maus-tratos contra animais.

O Projeto de Lei 801/2021 é de autoria do deputado estadual Conte Lopes (PL-SP). Segundo o governador, “a partir do momento que um profissional constata e atesta violência e maus tratos, a ação policial e judicial ganha força”.

Para identificação, deve constar na notificação o nome e endereço de quem estiver acompanhando o animal durante o atendimento.

Além disso, deve haver um relatório sobre como foi o atendimento prestado, incluindo a espécie, raça, características físicas, descrição de sua situação de saúde, e quais foram os procedimentos adotados.

Com informações da CNN.

Pets, Polícia

K9: Cão policial farejador descobre drogas em carrinho de bebidas na praia

Cão da Polícia Militar descobre drogas em carrinho de bebidas na praia

 

A cadela K9 Kira do 8° Batalhão da Polícia Militar (BPM) descobriu, na tarde de quinta-feira (2/2), que um carrinho supostamente usado para comercializar bebidas servia como esconderijo de drogas. O flagrante ocorreu na cidade de Porto Seguro, na Bahia.

Equipes do 8° BPM promoviam ações de combate ao tráfico de drogas, na Orla Norte, próximo das cabanas de praia, com apoio da K9 Kira. Após varreduras, a cadela sinalizou para uma possível irregularidade no carrinho.

Dentro do equipamento, os PMs encontraram 60 porções de maconha e 38 pedras de crack. Os militares seguiram procurando mais drogas e os possíveis donos e, um pouco depois, ainda na praia, a K9 Kira localizou um simulacro de arma de fogo.

Os materiais foram apresentados na Delegacia Territorial (DT) de Porto Seguro.

Deu no Terra Brasil Notícias.

 

Pets

Galo salva mulher que estava em depressão!

Imagem de capa para Galo salva mulher que estava em depressão! Conheça o amor por Ataliba!
O amor pelo galo Ataliba, que precisava de ajuda ao nascer quase cego, tirou sua tutora da depressão – Fotos: Liliani Moreira / arquivo pessoal

 

Quem poderia imaginar que um galo poderia tirar uma pessoa da depressão? Felizmente, isso aconteceu entre o Ataliba e mineira Liliane Moreira.

Ela conta que mergulhou na tristeza profunda quando perdeu a sogra, que era uma segunda mãe para ela. E foi justamente o Ataliba que a ajudou a superar todo esse processo de perda, dor e depressão.

“Amo muito [o Ataliba] porque me ajudou a superar muita coisa”, disse a mineira que vive numa chácara.

 

Teve herpes-zóster

Em 2021, Liliane que mora em Guaxupé, no sul Minas Gerais, perdeu a sogra, de quem era muito amiga.

A morte, por Covid-19, abalou muito a Liliane que mergulhou numa tristeza sem fim. A tal ponto de ser levada para o hospital por três vezes apenas em 2021 para tratar herpes-zóster, doença que causa lesões dolorosas na pele e desperta com a baixa imunidade.

O amor aconteceu

Ao voltar para casa, uma chácara onde vive com a família, Liliane passou a acompanhar uma galinha que chocava os ovos.

Pouco depois, nasceram os pintinhos. Mas apenas um chamou a atenção da dona de casa: um pequenino que tinha dificuldades para enxergar.

“Um dos pintinhos tinha um probleminha de visão e não conseguia se alimentar sozinho, então eu tive que cuidar.”

Nascia ali o amor pelo Ataliba.

Galo da sorte

pet ganhou o coração da mineira que batizou o galo de Ataliba. O bichinho cresceu e virou o mascote da família!

Aos poucos, Liliane conta que os cuidados com o galo a fizeram superar a tristeza e a depressão:

“Eu o pego no colo e até converso com ele”, contou!

 

O galo que tirou Liliani da depressão vive com ela dento de casa - Foto: arquivo pessoal
O galo que tirou Liliani da depressão vive com ela dento de casa – Foto: arquivo pessoal

 

Informações do site Amo meu Pet

Pets

Descubra como melhorar a alimentação do seu gato

Ração de qualidade ajuda a manter a saúde dos gatos

 

Seu gato está enjoado da ração, e você mistura comida humana para satisfazê-lo? Saiba que isso não é o certo, pois desequilibra os nutrientes da comida do pet, principalmente nos níveis de proteína, gordura e carboidrato. “A ração contém todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo do animal”, explica o veterinário Roberto Tortelly Neto, sócio-proprietário da TOCCA Pet Escola.

Comida natural para gatos

Também não é indicado preparar a alimentação do gato em casa sem a orientação de um profissional capacitado. Caso deseje migrar para a comida natural, por exemplo, o melhor a ser feito é procurar um veterinário, assim ele irá propor uma dieta balanceada baseada nas necessidades do pet. “Claro que se o gato falasse, com certeza descartaria a ração por um bom pedaço de carne”, brinca o veterinário.

Alimentando o gato corretamente

A seguir, Roberto Tortelly lista 5 dicas para te ajudar a melhorar a alimentação e a absorção de nutrientes do seu gato. Confira!

1. Evite deixar a ração exposta

Geralmente, os tutores deixam a ração à disposição do gato. Roberto Tortelly explica que ela ao ar reage com o oxigênio, formando uma gordura ruim para o organismo do pet e isso dificulta a absorção de uma série de nutrientes importantes. “O correto é que ele faça de 2 a 3 refeições ao dia”, alerta.

2. Utilize comedouro de inox

Outro fator importante é sobre o comedouro: usar o de plástico ou o de inox? Roberto Tortelly fala que o melhor é o comedouro de inox, pois não possuem poros e, assim, facilita a higienização, o que impede a proliferação de possíveis doenças.

3. Escolha um local aconchegante para o pote de ração

Vários fatores influenciam na alimentação de seu gatinho. Um deles, muito importante por sinal, é o local em que você deixa o potinho de comida. “Qualquer animal submetido a um ambiente estressante, com dificuldade de adaptação, longe de carinho e com condições climáticas desfavoráveis, expressa comportamento diferente e perde o apetite”, enfatiza Roberto Tortelly.

4. Ofereça mais proteínas durante a gestação

Roberto Tortelly explica que no período de gestação, e até 2 meses depois de parir, as gatas necessitam de um nível maior de proteína, para o desenvolvimento do filhote e para a sua nutrição. O desequilíbrio deste nutriente pode levar a diversas doenças, tanto na carência proteica como no consumo excessivo de proteína.

5. Ofereça uma ração de qualidade

Uma boa alimentação para os bichanos também influencia em sua pelagem e saúde, por isso, o veterinário ressalta que oferecer uma ração de qualidade é importante. “Uma ração de qualidade proporciona a absorção adequada de lipídeos, constituídos pelos ácidos graxos essenciais como ômega 3 e 6, que contribuem para o brilho da pelagem”, diz Roberto Tortelly.

Diferença entre rações úmidas e secas

A ração foi criada para que todas as necessidades dos nossos gatos sejam atendidas, mas ainda há dúvidas sobre qual é a melhor. O veterinário explica a diferença entre as rações secas e as úmidas:

Ração úmida

Tem algumas vantagens por fornecer uma quantidade de água maior do que a ração seca e por ser mais saborosa. Os gatos não têm muito costume de beber água. Na natureza, preferem obtê-la a partir de suas presas. Por isso, dão prioridade para consumir o intestino da caça, formada por 80% de líquido. A ração úmida é mais cara e não ajuda na prevenção de tártaro. Após abertos, os sachês devem ser consumidos rapidamente, caso contrário, podem ter a qualidade comprometida.

Ração seca

Por ter um teor de água menor, a ração seca apresenta um percentual de nutrientes maior, quando comparada com a ração úmida. Porém, esse fato pode causar problemas renais aos felinos. Ao mastigar, os grãos ajudam também na limpeza dos dentes, prevenindo o aparecimento de tártaro. O maior problema é que o alimento não estimula o consumo de água pelos gatos.

Com informações da Jovem Pan.